Salmo 127


As idéias erradas adquiridas no mundo comparadas à Palavra de Deus

Salmo 127.1-5

Introdução

1.Davi escreveu este salmo pensando em Salomão. O filho de Davi foi agraciado com sabedoria e com a responsabilidade que Davi tanto almejava, a construção do Templo.

2.Este salmo combate algumas idéias erradas que adquirimos no mundo. A mentalidade do mundo não corresponde com a Palavra de Deus.

3.Comparadas com a Palavra de Deus, o mundo desenvolve idéias erradas

I.Idéias erradas sobre edificação e segurança (v.1)
1.Davi adquiriu uma idéia errada sobre a edificação do Templo para o Senhor. Deus corrige a idéia errada de Davi e Natã.


2.Davi tinha a idéia de que poderia comparar a sua casa a habitação de Deus, como se Deus estivesse triste por não ter uma casa tão bonita para colocar a Sua arca (1 Cr 17.1).

3.Natã também adquiriu uma idéia errada quando pensou que Deus estivesse apoiando todo o pensamento de Davi (1 Cr 17.2)

4.Deus mostra para Natã e para Davi que eles estavam errados em suas idéias e que tudo deve ser feito com a motivação correta. Deus ordenou a construção do Templo, mas conforme a Sua própria vontade (1 Cr 17.3-15).

5.Jamais podemos edificar nada, planejar nada sem a direção do Senhor. Seria um trabalho perdido (v.1).

6.Outra idéia errada é sobre a segurança. O próprio Davi adquiriu a idéia errada de que estava seguro por causa de seu exército (1 Cr 21.1-8).

7.Por causa da onda de violência que assola o mundo e o nosso país, podemos adquirir a idéia errada de que investindo mais em segurança estaremos protegidos. O Senhor deve ser o nosso escudo, senão estaremos em grande perigo por mais que invistamos nos últimos recursos e tecnologia para a segurança (v.1).

II.Idéias erradas sobre trabalho e sustento (v.2)
1.Por causa da boa formação que muitos de nós tivemos, ganhamos a idéia inocente, porém, muitas vezes errada que se trabalharmos honestamente ficaremos ricos.

2.O dinheiro e a prosperidade nos negócios nem sempre estão relacionados ao trabalho honesto. Há muitos trabalhadores que levantam de madrugada e deitam tarde para, duramente, ganhar o pão para tentar sustentar a família, mas nem sempre conseguem dar aos seus queridos uma segurança financeira.

3.Deus é o dono da prata e do ouro. Ele dá para alguns e não para outros. Ele sabe o porquê. Outras vezes, pessoas desonestas se tornam ricas e prósperas sem que Deus as repreenda. Um dia, na eternidade, tudo será esclarecido e cada um receberá sua recompensa.

4.Deus supre as necessidades de seus amados enquanto eles dormem. Isto é totalmente contrário à idéia do mundo. Precisamos mostrar serviço para prosperar (v.2).

5.Deus deu segurança para Davi enquanto este dormia. Absalão queria matá-lo, mas Deus dava o repouso para Davi diante de milhares de homens à sua procura (Sl 3.5-6).

6.O mundo nos oferece idéias erradas. Muitas vezes são idéias lógicas, porém, desprovidas de fé.

III.Idéias erradas sobre filhos e reputação (v.3-5)
1.Davi pecou contra Urias e Bate-Seba, porém, Deus reverteu aquela situação para o bem. É verdade que o seu filhinho morreu e que Absalão foi uma desonra para Davi, mas Salomão se tornou a concretização dos planos de Davi quanto à construção da casa do Senhor.

2.Adquirimos a idéia errada do mundo, especificamente do mundo moderno, que os filhos são empecilhos. Alguns países, como a China, não se pode ter mais do que um filho.

3.A mentalidade do mundo fez com que os filhos se tornassem para o casal um impedimento para a faculdade dos pais, para o passeio dos pais e para as finanças dos pais. Com o divórcio, os filhos são os mais prejudicados. No entanto, são os filhos que ainda mantêm muitos casamentos. Isto é bênção de Deus, embora alguns casais preferem dizer que os filhos estão atrapalhando numa separação que seria a solução.

4.Os filhos são herança do Senhor, diz a Palavra de Deus. Assim como um flecheiro está seguro com a sua aljava cheia, os pais deveriam se alegrar por ter a casa cheia de filhos. Dizem que uma aljava tinha lugar para doze flechas. Se assim for, Jacó encheu a sua aljava com as doze tribos de Israel.

5.Outra idéia errada que adquirimos do mundo é sobre a reputação. É verdade que alguns filhos mancham a reputação dos pais, mas há muitos casos em que os filhos defendem os pais dos inimigos. Na verdade, os filhos fazem calar os inimigos quando o seu comportamento é exemplar.

6.No caso do Salmo 127, os filhos se tornaram juizes e defendem a causa dos pais à porta da cidade, onde eram julgadas as causas (v.4-5).

7.Os filhos não são barreiras, mas são bênção. Eles não mancham a reputação, mas nos justificam diante da sociedade. É evidente que a maneira como os vemos fará diferença. Se aceitarmos as idéias erradas adquiridas no mundo ou admitirmos a verdade da Palavra de Deus.

Conclusão
1.O mundo tenta inculcar em nossas mentes a sua filosofia, mas Deus sempre esteve certo. Quando comparamos a Palavra de Deus, com seus ensinos, à mentalidade do mundo, com suas filosofias, temos de admitir que há muita tolice no mundo, mas que a Palavra de Deus vive para sempre.

2.Só podemos edificar bem sob a direção de Deus. Só temos segurança atrás do escudo que é o Senhor. O nosso trabalho não é vão no Senhor e o nosso sustento vem Dele. Os filhos são presentes de Deus para nós e melhoram a nossa reputação diante da sociedade.

2 comentários: