Isaías 46


Capítulo 46: O Deus da antiguidade ainda é o mesmo

1.O Deus da antiguidade cuidou de Israel (v.1-7)
2.O Deus da antiguidade ainda é o mesmo salvador (v.8-13)

1.Deus usaria o rei da Pérsia, Ciro, para salvar a nação de Judá do cativeiro da Babilônia. Bel é o deus nacional da Babilônia, o padroeiro. Nebo é o deus da educação, do estudo. Na fuga dos babilônios do poder do exército da Pérsia, arrumavam rapidamente os seus deuses nos lombos os animais, pois os deuses não se mexem e muito menos salvam. Por outro lado, o Deus verdadeiro, o Deus da antiguidade, não é carregado nos lombos de animais, mas Ele é quem leva o povo em Seus braços (v.1-3).

2.A promessa de Deus é levar o povo até à velhice, do povo, pois Deus não envelhece. Ninguém é como esse Deus. Ele ama o povo desde o início, desde a antiguidade. Os incrédulos gastam sua vida e seu dinheiro colocando a confiança em deuses falsos, feitos por artistas, escultores e trabalhadores artesanais. O adorador coloca o seu deus em algum lugar e ali ele fica, inútil e imóvel. Mesmo assim, os adoradores confiam nesses ídolos. Nem Bel, nem Nebo salvaram a Babilônia (v.4-7).


3.É um assunto que os pecadores deveriam levar a sério. A nação de Israel deveria se arrepender de seus pecados e também voltar ao Deus verdadeiro. Uma maneira de fazer isso era se lembrar dos feitos antigos de Deus. Não devemos desprezar a palavra profética. Se Israel ouvisse as promessas de bênção e também de juízo evitaria muita tribulação. A ave de rapina seria a Babilônia. Setenta anos depois, a Pérsia levaria em cativeiro a Babilônia e, bondosamente, Deus libertaria Judá (v.8-11).

4.O coração obstinado não ouve, mas mesmo assim Deus apela para que atentem ao convite de salvação. Quem sabe alguns ouçam e sejam salvos. A salvação do Senhor está próxima, tanto geograficamente quanto historicamente. Felizmente, em nossos dias não há lugares distantes para pregar o evangelho, mas infelizmente não há ânimo, fervor, distribuição de recursos e interesse das igrejas em alcançar os povos em regiões remotas. Até mesmo o termo “região remota” precisa ser modificado, pois que lugar é esse? Atualmente, lugar remoto é só fora do nosso planeta, pois para qual país que as pessoas não possam ir hoje? Qual região não há meios de se chegar? Faltam recursos? Só mesmo porque as igrejas gastam seus recursos em outros temas que não sejam missões. Voltando ao texto, Israel terá sua rendição ao Messias, sua salvação nacional (v.12-13).

Nenhum comentário:

Postar um comentário