Mateus 10


Capítulo 10: As instruções, as dificuldades e as recompensas
1.O Senhor da Seara capacitou os Seus obreiros para fazerem as mesmas obras que Ele fazia enquanto estava na terra anunciando o reino. Hoje, a Igreja não está anunciando um reino na terra que precise de evidências físicas, mas anunciamos a Salvação em Cristo que já veio e morreu para resgatar pecadores da pior e mais grave doença, o pecado. Se a Igreja tivesse que imitar essa comissão, então, não deveria pregar aos gentios, mas somente aos judeus e a mensagem seria o reino dos céus. Entendemos, portanto, que embora o capítulo 10 esteja cheio de aplicações para os missionários atuais e devam ser usadas para incentivá-los, o principal objetivo dessas instruções tinha a ver com a missão do Rei de Israel, que era anunciar o reino terreno prometido pelos profetas. Cristo não traria popularidade para os Seus seguidores. Na mensagem de Cristo estava incluída a perseguição e desprezo. As perseguições viriam com toda a certeza, pois os fariseus não aceitavam que Jesus fosse o Cristo (v.1-33).


2.Os discípulos de Cristo, em algum momento, terão que tomar importantes decisões. Alguns sentiram as dificuldades familiares logo no início. O Sinédrio decidirá expulsar das sinagogas todos os que aceitassem Jesus como o Messias de Israel. Até mesmo os familiares seriam seus inimigos (v.34-39, veja João 9.22).

3.Apesar das perseguições, a obra de Cristo vale a pena, pois há recompensas. O termo “pequeninos” (mikros) se refere aos profetas da mensagem do reino. Os ajudantes dos mensageiros também serão recompensados (v.40-42).

Nenhum comentário:

Postar um comentário