Atos 20


Capítulo 20: Ainda a terceira viagem missionária
1.Paulo queria passar em Macedônia e Acaia antes de ir a Jerusalém (v.1, 19.21). O motivo era angariar dinheiro para ajudar os crentes pobres de Jerusalém (Romanos 15.25-27, 2 Coríntios 8.9). Paulo ficou três meses (v.3) em Corinto. Quando Paulo estava indo para a Síria soube que queriam matá-lo na viagem, por isso mudou o rumo, voltando pela Macedônia. Lucas entra novamente na história de Atos com Paulo (v.5). Na segunda viagem Lucas tinha ficado em Filipos (16.16). O restante do grupo prosseguiu e encontrou-se com Paulo em Troas. Essa viagem durava apenas um dia, porém, o vento contrário dificultou (v.1-6)

2.Ficaram em Trôade 7 dias, tomaram a Ceia do Senhor num domingo. No dia seguinte Paulo devia viajar. Paulo prolongou o seu discurso. As lâmpadas eram tochas ou lâmpadas de azeite. O cenáculo era no 3º andar. A menção de um lugar bem iluminado e janelas abertas mostram que os crentes não faziam reuniões de orgias que eram na penumbra e de janelas fechadas. As janelas mais se pareciam com portas (v.9). Êutico, de fato, morreu em conseqüência da queda, mas Paulo o ressuscitou. Depois disto foi fácil prender a atenção dos ouvintes até o romper da alva. Alguns dizem que as lâmpadas fumarentas, produzindo o aroma de azeite provocavam sono, outros dizem que pela maneira pouco atrativa de Paulo falar causou sono no jovem, no entanto, são detalhes sem muita importância (v.7-12).


3.Paulo teve um sossego de uma caminhada de 35 Km, certamente falando com o Senhor. Paulo queria chegar a tempo para a festa do Pentecoste em Jerusalém, por isso, não podia ir a Éfeso e dispensar tempo nos problemas lá existentes, por isso, mandou chamar os anciãos para encontrarem-se com ele em Mileto (v.17ss). Veja a função dos profetas e profecias (v.23). No v.28 é evidente que o sangue é o de Cristo Jesus. Haveria heresias externas e internas (v.29-30). Paulo fazia tendas não só para o seu próprio sustento, mas também para outros (v.33-35). As palavras de Jesus mencionadas aqui (v.35) não se encontram em nenhum dos quatro evangelhos, mas isso não indica que não tenha falado! Com certeza Jesus falou. A tristeza tomou conta deles ao ouvir que não veriam mais Paulo. Paulo considera que sua missão foi completa ali (v.26), já que sobre ele pesava a obrigação. O ósculo era muito comum  entre os crentes que viviam naquela cultura (v.37). Houve um momento de muita emoção. É possível que no intervalo das duas prisões Paulo tenha visitado Éfeso. Abraçar (v.37) literalmente é "cair sobre o pescoço" (v.13-38).

4.Este foi o final das três viagens missionárias (uns 12 anos 46-59 a.D.). Igrejas foram implantadas no mundo todo conhecido da época. A letra de um hino é apropriada aqui: "Jamais se diz adeus ali naquele país de gozo e paz".

Nenhum comentário:

Postar um comentário