É pecado o crente ingerir bebida alcoólica?


É pecado o crente ingerir bebida alcoólica?
Em todos os assuntos não tão claros na Palavra de Deus precisamos ouvir, comparar, observar, orar, ler e confiar na paz de Deus sobre o nosso arbítrio. A resposta sempre virá do Senhor para os nossos corações. Aquilo que é pecado para uma pessoa pode não ser para outra e não estou falando da ótica humana, mas aos olhos do próprio Deus. Exemplo, em Romanos 14, alguns podiam comer carne sem pecar, pois já tinham vencido o problema antigo de oferecer carne aos ídolos. No entanto, outros não podiam, pois ainda tinham problema com a consciência e lembravam de seu tempo de idolatria. Nenhum dos dois estava em pecado, exceto se fizesse aquilo que sua consciência proibia. Portanto, o assunto em si é neutro, comer ou não comer carne, mas o princípio da consciência não.


Quanto à bebida fermentada ou alcoólica, não há proibição na Palavra de Deus quanto ao uso do vinho. No entanto, há proibição quanto a bebidas de cereais, também conhecida na Bíblia como "bebida forte". Neste caso, entrariam as bebidas de arroz, de malte, de cevada, trigo, etc. A cerveja, whisky, sachê, a chicha dos índios paacas novos (bebida de milho fermentado) e tudo o que não for uva. Mas acho que isso não vem ao caso, pois entraríamos numa questão muito difícil. Vamos nos limitar ao uso do termo "bebida alcoólica". Não vejo proibição restrita na Bíblia, mas sim uma proibição condicional. O uso moderado não seria proibido. Porém, o que é moderado para alguns não o é para outros. O tipo de bebida também conta. Por exemplo, pesquisadores bíblicos dizem que o vinho mais forte dos tempos bíblicos correspondia a 17 vezes à bebida mais fraca das destilarias dos nossos dias, exemplo, uma dose de martini. A equivalência é de 1/17, ou seja, para que alguém ficasse bêbado nos tempos bíblicos tomando vinho, precisava beber muuuuuito. Uma dose e meia de martini pode deixar alguns desfiguradamente bêbados. Portanto, sejamos sensatos na questão de moderação.

A nova lei da tolerância zero está sendo bem coerente, finalmente, na tentativa de tirar os motoristas perigosos das ruas e estradas. Em 1997, a lei dizia que não podia dirigir com 0,8 grama de álcool por litro de sangue, mudaram para 0,6 grama, o equivalente a dois copos de cerveja. Em 2008, mudaram para 0,2 grama, ou seja, menos de um copo de cerveja. Agora, janeiro de 2012, a proposta de lei é que se torne tolerância zero, ou seja, nem um pingo de cerveja.

Bem, disto isto, não haver proibição bíblica, uso moderado e sensatez sobre as bebidas atuais em comparação ao vinho dos tempos bíblicos, ainda resta mais um detalhe. As pessoas que já sofreram embriaguês voluntária uma única vez, deveriam, não obstante a não proibição bíblica de bebidas, nunca mais ingerir qualquer tipo de bebida alcoólica. Se é que existe isso, "beber é para quem sabe", uma única vez de porre é a confirmação de que essa pessoa não "sabe" beber. Quem bebe, mas nunca ficou bêbado, continue se quiser, mas cuidado!

Conheci irmãos em Cristo em Santa Catarina que bebiam vinho às refeições. Achei interessante que me ofereceram, mas não insistiram. Disseram-me que mesmo na região sul, há crentes, e não somente os crentes, que não bebem porque já tiveram algum problema com bebida. Portanto, é necessário reavaliar essa conversa de que não faz mal beber dependendo da região. Em qualquer região do mundo, se alguém já ficou bêbado por não beber moderadamente, essa pessoa não deve mais beber, não importa que seja de Portugal, Chile, Alemanha, Polônia (vodka) ou do Rio Grande do Sul.

A moderação bíblica exige, portanto, que ninguém se torne reincidente. Não é necessário o segundo porre para que haja proibição. Nesse caso, se você já ficou bêbado uma vez, pode ter certeza, para você a bebida é pecado. É minha opinião.

Acho que esse artigo não tem valor algum para muitas pessoas, glória a Deus por isso, mas pode ser uma bênção para alguns. Certo que será polêmico para outros tantos. Particularmente, decidi não beber nenhum tipo de bebida. Nem energéticos tipo Red Bull, pois há relatos assustadores dessas bebidas cafeínadas[1]. Você sabe que no Canadá recomenda-se a não ingestão de mais de duas latinhas por dia, mesmo sem teor de álcool[2]? Há casos de parada cardíaca com a ingestão de 8 latinhas em cinco horas[3]. Os jovens misturam com Whisky que é altamente prejudicial, pois deixa bêbado sem dormir. Tudo bem, eu tempero salada com vinagre, continue com seu Red Bull.

Jovens, vocês terão que lidar em todos os assuntos como adultos responsáveis pelos seus atos, recebendo os dividendos das boas escolhas e sofrendo as consequências ruins das escolhas não tão boas. A vocês mais maduros e amigos dos “copos”, pensem que talvez já sejam alcoólatras e estejam se enganando com esse papo de “beber só um pouquinho” ou “beber socialmente”. A palavra de Deus é muito clara sobre a bebida e a confusão. Termino com textos da Palavra de Deus: Gênesis 9.21, 19.32, 1 Samuel 1.15, Ester 1.10, Provérbios 20.1, 23.30, 31.4, Isaías 5.22, 28.7, Oséias 4.11, Habacuque 2.5, 1 Coríntios 5.11, Efésios 5.18, 1 Timóteo 3.3,8, 5.23, Tito 1.7, 2.3.


11 comentários:

  1. E, alem disso pastor...a tal "inabilidade" no beber sem moderação e as consequências trágicas do consumo de bebidas alcoólicas no trânsito, nos relacionamento, enfim, no dia a dia, já deveria ser suficiente para nos alertar a ficar longe do alcool!

    ResponderExcluir
  2. É isso mesmo, Abner. Deus o abençoe.

    ResponderExcluir
  3. Quanto ao teor alcoólico do vinho, apesar de nos tempos bíblicos ser 17 vezes mais fraco que os destilados de hoje, era mais forte que o vinho de hoje. Mas penso que isso não vem ao caso, já que cada organismo responde diferente também.

    Vi um artigo em que a conclusão é a mesma, apenas organizando: Beber não é pecado, mas --> Beber demais é pecado, portanto --> É preciso tomar cuidado com o poder sedutor da bebida e, às vezes, a melhor coisa a fazer é não beber.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Foi bom você falar nisso. Há um teoria que diz que há fígados que são mais propensos ao álcool. Uma pesquisa maior dirá que isso não é medicina, mas uma falácia dos Alcoólicos Anônimos para não chamar o alcoolismo de pecado, mas de "tendência hepática". Abraço.

      Excluir
  4. Acho que é nesse rumo mesmo. Embora tenho certeza que alguns diriam abstinência total. Não sei se estou certo, mas acho que abstinência só se refere à pessoa que já bebeu e desistiu. Aquele que nunca bebeu não faz abstinência, não precisa. Te amo também, meu filho.

    ResponderExcluir
  5. É uma questão bastante complexa. Você pode ter um organismo que aguente todas, mas pode acontecer de ter pessoas do seu lado que não. E daí? Essas pessoas podem querer te acompanhar e não aguentar. A questão já não é mais o pecado, mas o mal que você provocou ao outro. Sabe, quando era criança meu pai gostava de beber vinho, mas ele percebeu que meu irmãos mais velho gostava muito. Então, ele se preocupou com isto e escolheu não comprar mais. Entendo que aí houve um zelo de sua parte para com meu irmãos. Da mesmo forma penso que devemos zelar pela vida física, mental e espiritual do meu próximo.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Sim. Quando não respeitamos o outro estamos pecando conforme Romanos 14.

      Excluir
  6. Vamos ficar com a palavra, não vos embreagueis com vinho no qual há dissoluções, mas encheivos do Espirito.

    ResponderExcluir
  7. Acredito que isso seja questão de prioridade, nada me acrescenta. Prefiro ficar com a palavra que diz: não vos embriaguez com vinho no qual há dissoluções, mas encheivos do Espirito... Paz

    ResponderExcluir
  8. Isso mesmo Leandro, vamos ficar com a Palavra, por isso, coloquei o seguinte comentário no final do texto: Termino com textos da Palavra de Deus: Gênesis 9.21, 19.32, 1 Samuel 1.15, Ester 1.10, Provérbios 20.1, 23.30, 31.4, Isaías 5.22, 28.7, Oséias 4.11, Habacuque 2.5, 1 Coríntios 5.11, Efésios 5.18, 1 Timóteo 3.3,8, 5.23, Tito 1.7, 2.3.

    ResponderExcluir
  9. EU FICO COM A PALAVRA DE DEUS QUE PAULO ESCREVEU AOS EFÉSIOS CAP 5:18 NÃO EMBRIAGUEIS COM VINHO QUE A CONTENDAS MAS ENCHEI-VOS DO ESPÍRITO.

    ResponderExcluir