1 Coríntios 12


Capítulo 12: Os dons espirituais
1.Não se deve ignorar este assunto, pois é importante. A palavra "karismata" significa dons graciosos ou graças espirituais. São dádivas do Espírito Santo aos crentes. A palavra usada por Paulo é "pneumatikon", que traduzida significa "coisas espirituais". Portanto, "dons espirituais" é mais uma interpretação de Almeida do que uma tradução, muita embora, esteja correta a interpretação, pois afinal, Paulo está falando dos dons espirituais (v.1).

2.Os coríntios eram levados pelos ídolos antes de crerem em Jesus. A palavra "gentios" em o N.T. tem dois sentidos: 1)Não-judeu  2)Não-cristão. Neste versículo, o sentido é o segundo (v.2).

3.O Espírito Santo fala de Cristo como Senhor e só Ele declara o Senhorio de Cristo (Mt 16.17). Só o Espírito Santo revela certas verdades e leva os homens a confiarem nessas verdades. "Anátema, Jesus" é o mesmo que dizer "Maldito Jesus". Originalmente "anátema" significava "algo separado para devoção", isto é, oferta para alguma divindade. Posteriormente veio significar "amaldiçoado" por uma divindade como objeto de maldição por não ter sido aceito conforme os padrões dessa divindade (v.3).


4."Diairesis" significa diversidades, distribuição. Uma pessoa pode ter diversos dons, especialmente pensando nos dons que Paulo menciona com relação aos coríntios. "diakonon" (serviço), refere-se à pessoa que serve com o dom que possui. "Realizações” (“energematon”) referem-se a trabalhos, obras, atividades (v.4-6).

5.A manifestação é a capacidade que o Espírito Santo dá para exercer um dom. Quando a vontade humana coopera com o Senhor, então, o Espírito Santo se manifesta no crente submisso. O "fim proveitoso" é a edificação do Corpo e não só do indivíduo que possui o dom (v.7).

Há muita discussão a respeito dos dons. A poucos anos atrás os grupos se dividiam claramente nesta questão. Havia os "pentecostais-carismáticos" e os "tradicionais" (não pentecostais). Tudo girava em torno de uma só questão: Os dons mencionados em 1 Coríntios 12-14 são permanentes ou transitórios? Os pentecostais sempre tiveram como "marca registrada" a permanência desses dons. Os tradicionais sempre lutaram contra a ideia da permanência desses dons, sempre defenderam a transitoriedade dos dons em 1 Coríntios.

E atualmente? Não é fácil dizer o que esta acontecendo hoje em dia, pois a fenomenologia religiosa mudou neste aspecto. A falta de ensino entre os tradicionais causou mudanças e a ênfase no ensino entre os pentecostais, também fez diferença. Antigamente os pentecostais não se preocupavam com o ensino, só com experiências.

Surgiu um novo grupo, chamado os "Neo-pentecostais", que são os tradicionais "aprimorando" as "doutrinas" antigas dos pentecostais. Desta feita, com ênfases um pouco diferentes, os "neo-pentecostais" buscam experiências e tentam dar razões lógicas para estas.

O inesperado aconteceu: os pentecostais estão olhando para os tradicionais e reprovando suas atitudes, pois deixaram o ensino bíblico fundamental e inclinaram-se às práticas neo-pentecostais, sequer aceita pelos pentecostais. Tudo isto é uma grande ironia, mas é a mesma ironia de Satanás com roupagem diferente, para afastar os fiéis do estudo profundo e sério das Escrituras.


6.Dada esta introdução estudemos rapidamente os dons mencionados por Paulo (v.8-10).

1)Sabedoria (sophia) - refere-se ao entendimento, que sempre é mental, das profundezas de Deus, bem como a transmissão dessas profundezas.

2)Conhecimento (gnosis) - É referente à pessoa que recebeu maior entendimento nas Escrituras e que é capaz de transmitir aos menos sabedores.

3)Fé (pistis) - Sempre existiu a fé, mas Paulo menciona não fé comum, mas a fé específica como um dom, especialmente no que diz respeito aos milagres, ou seja, a certeza que acontecerá, INDEPENDENTE da fé do ouvinte. Exemplo: A cura do aleijado na Porta Formosa.

4)Curas (iamaton) - O plural sugere que o dom cura diferentes tipos de doenças. É importante notar que o possuidor do dom de curas SEMPRE curará, uma vez que se proponha a fazer isto. Portanto, jamais se aceitaria a desculpa contra o doente: "não foi curado porque não teve fé".

5)Operação de milagres (energemata dunameon) - Aqui se encaixam os sinais dos apóstolos com vista a autenticação da mensagem nova do Evangelho. Exemplo: ressuscitar mortos.

6)Profecia (profeteia) - Diferente do que muitos enfatizam, este dom não se refere especificamente a prever o futuro, mas à exposição da mensagem de Deus, acompanhada de sinais. Muito embora prever o futuro, também, era a capacidade do profeta.

7)Discernimento de espíritos (diakriseis pneumaton) - Não se trata de discernir os demônios e distingui-los, pois não tem finalidade nenhuma esta prática, pois quem expulsava demônios, expulsava qualquer um deles. Mas o "discernimento de espíritos" é o dom que capacita o indivíduo a distinguir as operações do Espírito Santo e as operações dos espíritos malignos e enganadores. Mais especificamente é o poder de discernir se o ensino é verdadeiro ou falso (1 Jo 4.1).

8)Línguas (glosson) - Em Atos foram idiomas estrangeiros, conhecidos de alguns. Em Coríntios, muito provavelmente, referem-se a línguas extáticas, isto é, faladas quando em estado de êxtase.

9)Interpretação das línguas (hermeneia glosson) - Era extremamente necessário e obrigatório a interpretação das línguas. Portanto, se não houvesse quem as interpretasse não podia haver línguas. Isto indica que o Espírito Santo é racional e não ilógico.

7.Deus não dá dons indiscriminadamente, mas trata cada crente como um indivíduo especial, atendendo às necessidades e capacidades de cada um. O dom que Deus dá acompanha a capacidade para exercê-lo (v.11).

8.Paulo usou a ilustração do corpo humano. Agostinho disse sobre este assunto: "O Cristo inteiro inclui tanto a cabeça como o corpo". Os crentes são unidos num só corpo (v.12).

9.A atuação do Espírito Santo no batismo é que Ele nos colocou no Corpo de Cristo. O Espírito Santo efetuou uma união dantes impossível: judeus e gentios, juntos num só corpo. Por isso "bebemos de um Espírito", ou seja, enchemo-nos de um mesmo Espírito e nos apropriamos Dele (v.13).

10.A ilustração dos membros do corpo (v.14-24).

Um só corpo. É a mesma ilustração do v.12, o corpo humano. Em nosso corpo, pensando esteticamente, talvez alguns membros sejam "menos dignos" de serem expostos, mas ainda assim não são menosprezados.

Alguns crentes possuem menos dons ou capacidades, e estão em evidência muito menor do que outros, mas nunca devem ser menosprezados por esta razão.

As partes do corpo que ficam descobertas normalmente são as mãos e a cabeça; outras partes do corpo são "revestidas". A cabeça é a parte mais evidente do corpo (esta é Cristo) e a outra parte de maior evidência e até mesmo de ação são as mãos.

11.Era exatamente o que estava ocorrendo entre os coríntios, divisão. Paulo agora está falando do corpo humano e da Igreja visível. Os coríntios crentes são Igreja de Cristo individualmente, e também, em grupo. Mas a referência neste momento é sobre a Igreja Universal (v.25-27).
                 
12.Paulo de certa forma repete a lista dos dons dos v.8-10, porém, aqui distribui em ordem de honra. Note que o dom de línguas aparece por último. A importância do mestre é que os papiros eram caríssimos. Um evangelho custava o equivalente a 1 ano do salário de um operário especializado e o N.T. era o equivalente a 8 anos de salário desse trabalhador. Embora não existisse nesta época os evangelhos e muitos escritos do NT (v.28-31).

13.Paulo não fala de pessoas exercendo dons, mas dos próprios dons, mas também fala de funções sem referir-se a pessoas especificamente. Em Efésios 4.11 são mencionados apóstolos, profetas, evangelistas e pastores-mestres que são pessoas dotadas de capacidades do Senhor sendo presenteadas à Igreja, enquanto aqui são dons do Espírito presenteados aos crentes.

Uma distinção importante quanto aos dons transitórios (no caso em 1 Coríntios) em relação aos dons permanentes (no caso Romanos 12.7-8), é que os dons transitórios eram recebidos, provavelmente depois (talvez bem depois) da salvação, tanto é que podiam ser buscados e desejados, conforme o v.31. Paulo mesmo incentiva os crentes a buscarem (desejarem) o dom de profetizar (14.1). A lista presente está em ordem de honra, por isso, Paulo falou para buscar os MELHORES dons (v.31). A palavra "procurar" (dzeloo ou zelo em português) significa ser zeloso, buscar intensamente, querer, invejar.

DIVISÃO DOS DONS:
      3 são de áreas pedagógicas
      2 são de poderes miraculosos
      2 são de funções administrativas
      1 é de êxtase


5 comentários:

  1. Espero ter ajudado. Deus o abençoe.

    ResponderExcluir
  2. Muito bom meu irmão, que Deus te abençoe!

    ResponderExcluir
  3. deixemos a meninice. agora precisamos de alimento sólido. Deixemos de "viajar". Que a Graça do Altíssimo, inunde nossas mentes. Amem. Shalom

    ResponderExcluir