Isaías 61

Capítulo 61: A restauração de Israel insubstituível

1.O ano aceitável do Senhor (v.1-6)
2.A recompensa por esperar no Senhor (v.7-11)

1.Jesus leu essa passagem de Isaías quando falou na sinagoga em Nazaré (Lucas 4.16-21), mas omitiu a parte que fala da vingança do Senhor porque ainda seria para o futuro. O Senhor restaurará a nação de Israel. Hoje, ele está restaurando vidas que creem em Jesus como salvador. O profeta está proferindo a Palavra de Deus no contexto do ano do jubileu, o ano aceitável. Era o modo que Deus tinha de frear a ganância e opressão dos ricos contra os pobres. A terra descansava no ano 50º, as dívidas eram perdoadas e os escravos recebiam sua alforria. Assim como o ano do jubileu era uma alegria para os pobres, Jesus tem boas novas ao pecador de coração quebrantado. Ele liberta os cativos do diabo e do pecado. Em vez de cinzas na cabeça, símbolo do lamento, o pecador é ungido com óleo, símbolo da comunhão, alegria e do Espírito Santo. O carvalho como símbolo de firmeza descreve a segurança do crente em Cristo Jesus (v.1-3).
2.A promessa de restauração para Israel não é apenas espiritual, mas também material. A cidade de Jerusalém será reconstruída depois da Tribulação porque será devastada com a invasão do exército do Anticristo e por todos esses séculos foi pisada pelos gentios. Os estrangeiros não mais perturbarão Israel, mas serão servos que plantarão e pastorearão os rebanhos. Enquanto isso, os judeus serão ministros do Senhor. Infelizmente, alguns grupos saídos da igreja, ensinam essas verdades fora do seu contexto e reivindicam para si riquezas materiais, isenção de responsabilidades espirituais e proteção contra todo o tipo de doenças. Esses grupos se apoiam nas promessas do Velho Testamento feitas ao povo de Israel e se esquecem das promessas feitas à Igreja as quais são espirituais guardadas nos lugares celestiais em Cristo, como Paulo diz em Efésios. Quando mudamos as prioridades, sofremos a consequência da frustração sem justificativa (v.4-6).

3.Aquele que espera no Senhor obtém as promessas de Deus. É isso o que acontecerá com o judeu piedoso que aceitar a Jesus como Salvador. Israel não se envergonhará de Jesus que por muito tempo foi a pedra de tropeço e rejeitada. A porção dupla da terra é uma maneira de dizer porção completa. Deus estenderá o território de Israel como prometeu a Abrão. Deus dará a terra para Israel porque prometeu. Deus não é mentiroso e odeia o roubo. A aliança que Deus fará eternamente com Israel é a conversão do coração de pedra para um coração de carne. O Espírito Santo será derramado sobre a nação que obedecerá o Senhor para sempre. Isso será publicado a todas as nações. O profeta se alegra no Senhor. Todo o crente deve se alegrar nas promessas da Palavra de Deus. Todo crente é vestido com as roupas da salvação de Jesus Cristo. Ele trocou nossa roupa indigna, o pecado, por roupas da justiça, a Sua salvação. Nascemos de uma nova semente, a Palavra de Deus. A alegria de Israel já está sendo desfrutada hoje pela Igreja. Nós não substituímos Israel, mas apenas aceitamos a verdade que, por enquanto, Israel está rejeitando (v.7-11).


19 comentários:

  1. Olá Eder. Eu não tenho parceria com ninguém neste blog, porém, sou Pastor da Igreja Batista Bíblica e também professor de uma Escola Bíblica que prepara alunos para a evangelização transcultural.

    ResponderExcluir
  2. Caro Pastor, não entendo porque Lucas ao transcrever um trecho de Isaias 61 acrescentou e omitiu alguns itens, como: acrescentou , milagre de cura de cegos. Obrigado.

    ResponderExcluir
  3. PORQUE LUCAS ACRESCEMTOU CITA DE CEHOS?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá. Eu não entendo cita de cehos. Você quis dizer cura de cegos? Por favor, veja o comentário abaixo.

      Excluir
  4. Você observou algo realmente difícil de explicar. Por causa dessa aparente divergência, alguns dizem que Lucas colocou palavras na boca de Jesus alterando para dar uma aplicação mais ampla ao texto de Isaías 61. Outros pensam que o próprio Jesus ampliou as verdades de Isaías para o seu próprio propósito, uma vez que Ele restauraria a visão aos cegos, por exemplo. Não recomendo para qualquer pessoa, mas aqui há algumas críticas da visão judaica sobre o texto de Lucas: http://thejewishhome.org/counter-pt/Luke4.pdf.
    Eu não sou um crítico textual e não apoio o ensino liberal que procura erros nas Escrituras. Se você está acostumado com os textos de Romanos 9,10 e 11, verificará que Paulo, inspirado por Deus, muda a aplicação dos textos do Velho Testamento para o propósito do Evangelho do Novo Testamento. O que é um estudo curioso. Eu digo aos meus alunos: "Não faça isso em casa". Paulo podia fazer, mas nós não. Da mesma maneira eu digo, Jesus podia acrescentar ao texto de Isaías 61 aquilo que Ele faria, como curar cegos. Afinal, Jesus não é a própria Palavra? Examinais as Escrituras porque elas testificam Dele. Então, não vejo problema algum porque Jesus acrescentou na leitura as Suas próprias Palavras, pois as Palavras de Jesus é a própria Palavra de Deus. Se você pesquisar mais, por favor, compartilhe comigo, Marcelo. Deus o abençoe.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Este comentário foi removido por um administrador do blog.

      Excluir
    2. A paz do Senhor Amados Irmãos! A Bíblia não contem erros, posso afirmar que tudo o que está escrito nela é proposital e nós sabemos que foi inspirada divinamente. Cada pessoa que Deus escolheu para escrever as Sagradas Escrituras foi planejado por DEUS. alguns estudiosos a leem de forma literal e outros de querem a entender de forma sequencial. Mas o maravilhoso mistério da palavra de DEUS é quando a pessoa se converte e tem as escamas retiradas. e o Plano da Salvação é revelado. é uma experiência impar e pessoal. gostei muito deste blog! abraço a todos os irmãos!

      Excluir
  5. pastor como devemos lidar com pessoas que não tem nem um interesse pela escola bíblica ?falo de pessoas que tem ministério na igreja se a bíblia fala que os da sinagoga eram os primeiros.

    ResponderExcluir
  6. Leia Hebreus 10.25 e fale com amor que um líder precisa ser o exemplo para os que seguem seus ensinos e comportamento.

    ResponderExcluir
  7. gostei muito de sua visão expositiva pastor que Deus o abençoe.

    ResponderExcluir
  8. bom comentário, mais o fato é que as divergências de textos existem, só quem conhece os fundamentos e contextos históricos vão entender o seu comentario.

    ResponderExcluir
  9. Diga a seus vizinhos que no meio da rua, sob as pedras existe um pote de moedas de ouro enterradas. Logo vocẽ verá muitos de pá e pecareta tentando desenterrar a grana. CONCLUSÃO: falar do evangelho é ouro para aqueles que creem mas a grande maioria preferre mesmo é a grana.

    ResponderExcluir
  10. Prezado Irmão em Cristo. Obrigado pela gloriosa palavra que sabemos que é ungida e enviada por Deus, pois está escrito que aquele que não é contra nós é por nós. Penso que quando a palavra cumpre o propósito está dentro da vontade de Deus e acho ser isso o que Cristo fez, pois Ele é a palavra e saberia do seu cumprimento. Da mesma forma Ele falou e fez para que se aumentasse a fé daqueles que deveriam se converter. Não vejo que não podemos receber entendimentos, pois Ele diz que coisas maiores faremos, pois eles viram e creram e nós como Paulo não vimos e recebemos suas revelações, mas estas devem estar dentro do conceito contextual da mensagem de Cristo. O Evangelho é vivo, mas não mutável. É revelador, mas não para dissenção, mas para que haja entendimento dos propósitos de Deus na vida de cada um. O conhecimento é fundamental, mas Paulo um simples doutor (farizeu) da lei fala com autoridade sobre o evangelho que lhe foi revelado, pois ele entendeu o conceito do amor de Cristo. "A luta não é contra a carne nem o sangue, mas contra potestades malignas". Partindo deste princípio não podemos ser bons se o Espírito de Deus não tiver em nós e não teremos conhecimento se este não vier de Deus. "Buscai e recebereis, pedi e dá-se vos a". Penso que mesmo se os romanos tivessem destruídos todos os livros o Espírito nos revelaria os caminhos, da mesma forma que Ele nos incomoda quanto ao engano e maus atos. Este foi o maior motivo da lei ser escárnio, pois foi utilizada para fins próprios e não para a glória de Deus e Jesus veio trazer o concerto onde não há falhas, pois a intenção é o que vale Jo 7 "19 Não vos deu Moisés a lei? e nenhum de vós observa a lei. Por que procurais matar-me?". 38 Quem crê em mim, como diz a Escritura, rios de água viva correrão do seu ventre. Amigos penso que devemos ter um único cuidado de seguir os caminhos dos Publicanos e Fariseus, pois quando é dita por irmãos uma palavra que segue a escritura e o Amor seja deliberada e condenada pois não há referência, mas está faz parte da missão e obras daquEle que enviou Jesus. Talvez este seja o caso de Lucas ao citar essa passagem, pois por onde Ele passou houveram transformações, curas e Salvação, porque dEle saíam virtudes.

    ResponderExcluir
  11. Pastor eu estou passandi por um momento dificil com uma perturbacao mental.Tpm e ansiedade uma coida dificil de esplicar.hoje passei o dia inteiro orando clamando ao Senhor pela minha cura e libertação. Agira a noite eu peguei a biblia orei pedir uma palavra a Deus e me veio isaias 61
    Pedir com fé mais a palavra é tão gramdiosa que não consigo cais em mim que Deus vai operar tds essa maravilhs em minha vida.diante de td isso o que o swnhir acha?? Me ajuda por favir pois siu fraca na fe me de uma opiniao um insentivo em relacai a essa palavra.preciso tomar posse da graca.

    ResponderExcluir
  12. Minha irmã, às vezes, não é a fé que é fraca, mas é o físico que está indisposto, seja por cansaço, por doença ou por algum outro tipo de mal estar próprios do ser humano em um mundo caído. Deus prometeu jamais abandonar e o crente e aliviar todos os que se sentirem cansados e sobrecarregados. Pense na beleza de Cristo que é mais doce do que os nossos problemas. Se estiver doente, busque um médico, pois Deus permite.

    ResponderExcluir
  13. Deus abençoe e console a irmã.

    ResponderExcluir