Ezequiel 38

Capítulo 38: Profecia contra Gogue
A palavra veio a Ezequiel. Deus queria que Ezequiel se voltasse contra Gogue, o príncipe da terra de Magogue, e profetizasse contra ele. Ele se apresentaria com a palavra do Soberano. Antes de Ezequiel, o próprio Deus está contra Gogue. Apesar do poderio de Gogue, Deus o levará cativo (“com gancho no maxilar”). Outros serão cativos, junto com Gogue. Deus dá o alerta contra Gogue e toda a sua multidão. Demorará um pouco, mas Gogue servirá aos propósitos de Deus, invadindo uma terra que está sendo desolada e atacada, mas que no momento está em segurança. Gogue tomará uma parte importante com todo o seu exército. Naqueles dias, Gogue terá maus pensamentos: invadir a terra de um povo sem proteção. O objetivo de Gogue é saquear essa terra desprotegida. Outros povos ficarão impressionados com o ataque e saque de Gogue. Deus diz para Ezequiel que a terra invadida será Israel e Deus sabe disto. Deus permitirá essa invasão, pois Ele se mostrará às nações naquele dia, lançando Gogue contra Israel. Gogue se lembrará das profecias que Deus falou contra ela. Sabemos que no final do reino do Messias na terra, haverá uma batalha entre Satanás e os seus seguidores contra Deus. Porém, a vitória do Senhor será completa. Os propósitos vingativos de Deus. A ira do Senhor se levantará quando Gogue invadir Israel. Deus enviará um grande terremoto na terra de Israel, mostrando sua ira contra Gogue. Toda a terra e mar sentirão o tremor daquele terremoto. Gogue será atacado pela espada. Deus fará que o próprio exército de Gogue lute entre si. Deus enviará uma chuva de granizo e enxofre contra Gogue e sobre outras nações que estiverem com ele. Deus mostrará com isso a sua grandeza e santidade diante das nações (v.1-23).

Nenhum comentário:

Postar um comentário