Gênesis 19



Capítulo 19: A destruição de Sodoma e Gomorra
1.Ló era um homem importante da cidade de Sodoma e um bom anfitrião. Os anjos, talvez os mesmos que visitaram Abraão, visitaram Ló. O plano era ficarem na praça da cidade, mas Ló não os queria ali. É provável que Ló pensasse na reputação dos homens perversos da cidade. Aqueles anjos deviam ser de bom aspecto e isto despertaria prazeres perniciosos e sensuais nos homens de Sodoma. Os anjos aceitaram ficar na casa de Ló. Os homens, jovens e velhos, queriam um pouco daqueles homens (anjos) no pior sentido da palavra. Eles queriam ter relações sexuais. A perversidade deles chegava a ser irracional, pois aquilo seria uma violentação, pois eram apenas dois homens na casa de Ló e vários fora. O termo “conheçamos” (yada) do v.5 tem o mesmo sentido de Gn 4.1, isto é, “ter relação sexual”. Ló tentou apaziguar o ardor sexual daqueles homens oferecendo as filhas. Os homens já cansados da justiça de Ló avançaram sobre ele tentando arrombar a porta. Ló devia ser um tipo de juiz da cidade (v.1-9).


2.Os anjos feriram de cegueira os homens perversos e ofereceram proteção a quem Ló desejasse antes que destruíssem a cidade. Aqueles anjos não destruíram a cidade por causa daquele ato perverso e isolado. Não, eles foram ali para destruir a cidade por causa da iniquidade acumulada, como já foi visto no capítulo anterior. Aquele ato perverso só confirmou a índole dos homens maus. Os futuros genros de Ló não criam no Senhor e, por isso, não o acompanharam. As filhas de Ló confiam no pai a ponto de deixarem seus noivos. Ló estava demorando para acompanhar os anjos salvadores. Talvez quisesse que os futuros genros mudassem de ideia. Assim como nós, precisamos encarar a triste realidade que algumas pessoas tão queridas a nós não querem nos acompanhar na mesma fé em Jesus Cristo, o Salvador (v.10-16).

3.Ló sugeriu ao anjo que escapar para os montes seria perigoso, por isso, pediu para ir para uma cidadezinha vizinha. Com isso, Ló acabou protegendo a cidade, pois o Senhor não a destruiria com Ló nela. A mulher de Ló tinha vínculos fortes com Sodoma e acabou sendo salinizada. Note que o texto menciona aquele clamor de Abraão que pensava em Ló e os seus queridos. Não podemos deixar de orar por aqueles que estão em risco de morte eterna. Ló também se viu em perigo na cidade de Zoar, por isso, preferiu morar numa caverna (v.17-30).

4.O que vemos a seguir é um terrível caso de bebedeira, orgia e incesto. História forte com resquício da perversidade de onde saíram. As filhas de Ló não ficaram isentas da maldade do pecado. O resultado daquele pecado afetou a nação de Israel por muitos anos, por os descendentes de Ló com as filhas se tornaram laço e perigo para Israel, os amonitas e moabitas (v.31-38).

“... embora a intenção fosse boa, não justifica uma ação tão vil.”[1]


[1] John Gill's Exposition of the Entire Bible, Gn 19.32 (1690-1771 - extraído de e-sword version 10.3.0 – 2014)

Nenhum comentário:

Postar um comentário