Gênesis 20



Capítulo 20: O relapso de Abraão[1]
1.Abraão vai para os lados do que seria conhecido como a terra dos filisteus. Lá ele propôs a Sara o mesmo que fez anteriormente, no Egito. Era um pouco melhor que uma mentira, mas não deixava de ter a intenção de se proteger do rei. Deus estava protegendo Abraão e ele não precisava agir como um ímpio para conduzir o seu caminho. Conosco também é assim. Temos muito medo de agir como Deus quer, pois achamos que vamos nos encrencar. O que mais tememos acaba acontecendo, pois nos enroscamos com nossas escolhas e, então, clamamos para que o Senhor nos livre. Deus teve misericórdia de Abimeleque e se comunicou com ele, advertindo-o. Este foi um caso onde o crente agiu de modo enganoso e um incrédulo foi sincero (v.1-9).

“... homens bons não apenas caem em pecado, mas têm seus relapsos”[2]


2.Agimos de modo errado por causa de intenções erradas. Quando agimos mal contra as pessoas, como resultado, ficamos mal intencionados e desconfiados. Nem todos estão com maus pensamentos, mas para aquele que sempre os tem, sempre achará que pessoas querem prejudicá-lo. O crente deve renovar seus pensamentos, confiando no Senhor e não temendo o mal que outros podem causar a ele. Desse modo, não ficaremos na defensiva e nem agiremos de modo precipitado (v.10-13).

3.Mais uma vez, apesar da atitude errada, Abraão saiu no lucro. Isso não deve ser um incentivo a mentirmos, pois não devemos abusar da misericórdia de Deus. Abimeleque não foi prejudicado, pois agiu da maneira correta. O Senhor restaurou as mulheres e voltaram a ser férteis (v.14-18).


[1]aquele que reincide em erro, crime, pecado; obstinado, contumaz” (Dicionário Houaiss – 2009)

[2] John Gill's Exposition of the Entire Bible, Gn 20.2 (John Gill 1690-1771 - extraído de e-sword version 10.3.0 – 2014)

Nenhum comentário:

Postar um comentário