Oseias 9

Capítulo 9: O afastamento de Deus de um povo rebelde
1.Israel se vendeu, mas não receberá a colheita de cereais e de uvas. Os adoradores ofereceriam cereais e vinho em sua idolatria. O juízo do cativeiro é anunciado. Não mais comerão as comidas que faziam parte da dieta que o Senhor deixou para a nação. Não terão mais templo e não mais levarão suas ofertas ao Senhor. Os bens serão consumidos e não haverá profeta do Senhor. Deus compara a corrupção moral e espiritual de Israel àquele horrível acontecimento em Gibeá (Jz 19) quando os benjamitas abusaram da concubina de um levita. Ele também compara aos dias de Balaão (Nm 25) quando os homens de Israel se prostituíram com as mulheres de Moabe (v.1-9).


2.Os dias em família se acabarão. Não haverá nascimentos. Os filhos que tiverem serão tirados dos pais. As mulheres terão aborto e as que tiverem filhos não terão leite. Uma das raras referências em que o Senhor diz que não amará mais Israel. É um texto muito depressivo, pois ilustra um perdido, separado da face do Senhor por toda a eternidade. Deus não trata assim um crente. Israel se tornou o oposto do testemunho brilhante que deveria dar da obediência ao Senhor. Estudar os cativeiros enche-nos de lições, tais como, orar pelos perdidos, pelos crentes em desobediência e louvar pelo amor com que Ele nos trata, mesmo não merecendo. Exaltamos também a salvação em Jesus Cristo no qual estamos seguros para sempre (v.10-17).

“A expressão ‘para que não fique nenhum homem’ (v.12) deve ser entendida em termos relativos, e não absolutos (cf. v. 17c). A população masculina sofreria uma redução drástica. A nação que trocou sua glória por coisas abomináveis é sentenciada: ‘Não haverá nascimento, nem gravidez, nem concepção’”.[1]




Israel e Jesus (Oséias 9)
1.Israel se vendeu (v.1); Jesus se deu (1 Jo 3.16 “Nisto conhecemos o amor: que Cristo deu a sua vida por nós”)

2.Israel não colheu cereais e uvas (v.2); Jesus disse que os campos estão prontos para colher (Jo 4.35 “levantai os vossos olhos, e vede os campos, que já estão brancos para a ceifa.”)

3.Israel ofereceu o que era de Deus aos ídolos (v.3); Jesus nos deu o que era Dele para nós (Jo 17.22 “E eu lhes dei a glória que a mim me deste, para que sejam um, como nós somos um”)

4.Israel perdeu o Seu templo (v.4-5); Jesus nos fez o Seu próprio Templo (1 Co 3.16 “Não sabeis vós que sois santuário de Deus, e que o Espírito de Deus habita em vós?”)

5.Israel sofreu o juízo do cativeiro (v.5-6); Jesus levou cativo o cativeiro (Ef 4.8 “Por isso foi dito: Subindo ao alto, levou cativo o cativeiro, e deu dons aos homens.”)

6.Israel perdeu os profetas (v.7-8); Jesus se tornou o nosso verdadeiro profeta (At 7.37 “Este é o Moisés que disse aos filhos de Israel: Deus vos suscitará dentre vossos irmãos um profeta como eu.”)

7.Israel se corrompeu como os homens de Gibeá (Jz 19) (v.9); Jesus se santificou por nós (jo 17.19 “E por eles eu me santifico, para que também eles sejam santificados na verdade.”)

8.Israel se contaminou nos dias de Balaão (v.10); Jesus nos purificou (Hb 1.3 “sendo ele o resplendor da sua glória e a expressa imagem do seu Ser, e sustentando todas as coisas pela palavra do seu poder, havendo ele mesmo feito a purificação dos pecados, assentou-se à direita da Majestade nas alturas”)

9.Israel perdeu seus filhos (v.11-14); Jesus ganhou filhos para Deus (Jo 17.9 “Eu rogo por eles; não rogo pelo mundo, mas por aqueles que me tens dado, porque são teus”)

10.Israel perdeu o amor de Deus (v.15-17); Jesus nos amou para o Pai, pois é o Amado do Pai (Jo 13.1 “Antes da festa da páscoa, sabendo Jesus que era chegada a sua hora de passar deste mundo para o Pai, e havendo amado os seus que estavam no mundo, amou-os até o fim.”)



[1] Comentário Bíblico Popular Antigo Testamento, pg. 745 – William MacDonald (ed. Mundo Cristão – SP – 2ª ed. Junho de 2011 impresso na China)

Nenhum comentário:

Postar um comentário