Êxodo 32

Capítulo 32: O bezerro de ouro
1.Israel é o povo rebelde e o Deus Verdadeiro (Jeová) é Misericordioso. Nós nos parecemos muito com a nação de Israel. Houve várias advertências ao entrar em Canaã. Do Egito até este momento houve muita murmura­ção. Moisés recebe a notícia do próprio Deus a respeito da rebeldia do povo. Deus é justo. Não seria cruel em destruir o povo. Não quebraria a aliança com Abraão. Há crentes num precipício espiri­tual (1 Co 10.1-22 e 11.30). Moisés viu o que ouvira de Deus. O monte fervia em fogo; Moisés fervia em indignação. O líder deve ser misericordioso, mas não complacente. Moisés quebrou as tábuas da Lei  (v.19 e Dt 9.17). A lei já havia sido quebrada nos corações. A Bíblia e a oração só têm valor quando obedecemos, senão só para con­fissão. Moisés intercedeu pelo povo. Deus fez uma proposta para ele, a de começar outro povo em Moisés. Ele preferia a morte própria à morte do povo. Moisés conhecia a mão pesada do Senhor. O Senhor ouviu Moisés. Não destruiu o povo. Não destruiu Arão. Moisés destruiu aquilo que estava fazendo separação entre o povo e Deus. É uma ilustração sobre o que deve­mos fazer com os nossos "deuses". O perdão é absoluto (Mq 7.18-19). Nós não
merecemos o Senhor. Devemos honrar nossos líderes. Os líderes devem ser firmes, justos e miseri­cordiosos. A misericórdia do Senhor dura para sempre, mas Ele tem o Seu próprio relógio para o fim da longanimidade (v.1-35).

“Sua graça é abundante e profunda; mas não de modo fácil. Esses capítulos apresentam a tensão necessária no Deus que é tanto amor quanto justo, tanto gracioso quanto santo. Não se explica como a graça e a santidade de Iavé se beijam, mas a pregação do texto é da graça de tal forma que tememos a ira de Deus e ainda nos regozijamos – com tremor – sob sua inexplicável graça.”[1]

Quando não esperamos pelos melhores planos de Deus (Êx 32.1-10)

1.Fazemos deuses para nos guiar com o auxílio de líderes fracos (v.1)
2.Transformamos as bênçãos de Deus nesses deuses (v.2-3)
3.Confeccionamos esses deuses com as habilidades que Deus nos deu exclusivamente para a glória Dele (v.4)
4.Fingimos adoração a Deus edificando altares a esses deuses (v.5)
5.Divertimo-nos com a adoração desses deuses (v.6)
6.Trazemos sobre nós a disciplina do Senhor por causa dos deuses (v.7-10)

Intercedendo por alguém ou por uma situação
1.Interceder é se arriscar a orar de modo errado por alguém que não quer mudar (v.11-12)
2.Interceder é apoiar-se nas promessas da Palavra de Deus (v.13)
3.Interceder é ver o impossível acontecer (v.14)
4.Interceder não é fechar os olhos para os problemas e pecados (v.15-24)
5.Intercessão é acompanhada de reformas (v.25-29)
6.Interceder é colocar o coração e a vida pelo objeto de intercessão (v.30-35)



[1] Rebellion, Presence, and Covenant: A Study in Exodus 32–34 - Dale Ralph Davis (Reformed Theological Seminary Jackson, Mississippi – Primavera - 1982)

Nenhum comentário:

Postar um comentário