Ester 1

Capítulo 1: As comparações e os contrastes entre o Rei dos reis e os reis deste mundo
1.O Rei dos Reis é o nosso Senhor Jesus Cristo, diante do qual todos terão de dobrar os seus joelhos. O rei Assuero ilustra todos os reis deste mundo. O objetivo é estudarmos as comparações e os contrastes entre esses dois reis a fim de exaltarmos Jesus Cristo como Ele é, de fato, o Reis dos reis e o Senhor dos senhores. Os reis deste mundo têm muitos reinos. O Reis dos reis é o dono de todo o universo. O rei Assuero (Xerxes em grego) era o soberano em muitas províncias. O seu reino compreendia da Índia até a Etiópia. Em nosso mapa atual isso corresponde aos seguintes países: Índia, Paquistão, Afeganistão, Irã, Iraque, Arábia Saudita, Omã, Iêmen, Sudão e Etiópia. Apesar de um reino tão extenso, não se compara ao que o Rei dos reis, Jesus Cristo, possui. Ele é o Criador e o Senhor de todo o Universo e, até mesmo que este existisse, Ele já era glorioso no Seu reino Celestial. Temos a tendência de nos impressionar com as grandezas deste mundo. Mas tudo o que
há no mundo pertence a nosso Pai celeste e a Seu Filho, Jesus Cristo e somos herdeiros de todas as coisas. Não há do que ter inveja (v.1).

2.Os reis deste mundo possuem tronos e palácios. O Rei dos reis possui um trono sem fim e a sua casa é eterna. Xerxes teve que conquistar com guerras aquilo que adquiriu por pouco tempo, pois afinal a terra é de Deus e os poderosos ficam com ela, emprestada, por pouco tempo. O nosso Deus não teve que conquistar nada, pois Ele é o criador, logo é o dono. Assuero possuía um trono e palácios com muitas ostentações. Deus possui um trono eterno, glorioso e também possui uma moradia, que é o céu, chamado a Presença de Deus (v.2).

3.Os reis deste mundo promovem banquetes e convidam os poderosos. O Reis dos reis promove um banquete celestial e convida os pobres e desprezados deste mundo. Os poderosos gostam de promover banquetes. Pessoas gastam fortunas para tentar impressionar e formar uma imagem mentirosa sobre a sua pessoa. Os convidados sempre são pessoas influentes e, também, poderosas. É como uma medição de forças. Um poderoso convida o outro, não porque se gostam, mas porque medem forças e cada um deseja gastar mais do que o outro para avisar que é poderoso. Há um contraste notável com o Rei dos reis. Ele não precisa impressionar ninguém. Ele é o dono de todas as coisas e todos dependem Dele para viver. Mas o Senhor Jesus, o Rei dos reis convida a todos. Os grandes, como quase sempre acontece, rejeitam o convite. Mas o Rei dos reis sai pelos becos e valados a convidar os pobres e aleijados (Lc 14.15-24). Se quisermos ser muito importantes e ter destaque, lembremos que o Rei dos reis tem usado pessoas não tão destacadas para realizarem a sua obra (v.3).

4.Os reis deste mundo ostentam suas riquezas e grandezas por meio dos ricos objetos. O Rei dos reis mostra a Sua glória através da cruz. Cento e oitenta dias são seis meses. Um semestre completo. Meio ano. Tudo isso para ostentar suas riquezas. Os gastos para manter todos os nobres, sem produzir nada, durante todo esse tempo é enorme. Os gastos com a vaidade são simplesmente incompreensíveis. O ser humano tem uma necessidade terrível em se auto-afirmar através da ostentação daquilo que nem sempre é e nem sempre tem. Sete dias de banquete a todos os nobres e seus súditos. É muita ostentação, exibicionismo e vaidade. No v.6 há um relato detalhado dos materiais ricos. Até os copos eram de ouro e a generosidade do rei era demonstrada no vinho oferecido, deixando cada um à vontade. O Rei dos reis, Jesus Cristo, não teve nada para ostentar na terra. Nasceu numa manjedoura, viveu humildemente como filho de carpinteiro. Não teve onde reclinar a cabeça, tomou animal emprestado para a Sua entrada triunfal em Jerusalém e, até o seu túmulo foi uma doação de uma família rica.  A única ostentação de Jesus foi a Cruz. Ao ser levantado na cruz, atraiu o mundo todo para si e não apenas os nobres num jardim. No jardim do Getsâmane sofreu agonia; na cruz sofreu a separação pelos nossos pecados (v.4-8).

5.Os reis deste mundo possuem esposas lindas e gostam de mostrá-las aos outros. O Rei dos reis possui a Sua Igreja, noiva pura e linda e mostra ao mundo e aos anjos e aos demônios. A rainha Vasti era uma linda mulher. Tanto é que o rei Assuero, depois de ostentar seus objetos valiosos, quis ostentar o que havia de mais nobre em seu palácio, a sua esposa. Flávio Josefo diz que entre os persas a mulher não devia aparecer em público, mas aqui o rei Assuero exigiu a presença da rainha Vasti. O Rei dos reis tem uma linda noiva, a Igreja. Ele tem mostrado ao mundo, tanto o mundo terreno como o mundo espiritual. A Igreja verdadeira, invisível, é pura e vitoriosa (Ef 3.9-10). Os reis deste mundo podem possuir muitos reinos, mas somente o Rei dos reis é o senhor do universo. Os reis deste mundo podem possuir palácios, mas somente o Rei dos reis tem uma casa e um trono estabelecido para sempre. Os reis deste mundo podem oferecer banquetes aos nobres, mas somente o Rei dos reis alcança o coração dos pobres de espírito. Os reis deste mundo podem ostentar riquezas, mas somente o Rei dos reis mostra a sua glória através da redenção na cruz. Os reis deste mundo possuem lindas mulheres, mas somente o Rei dos reis é o noivo da Igreja (v.9-11).

As mulheres como escravas dos desejos egoístas dos homens sem Deus
(1.10-22)
1.As mulheres servem de ostentação dos homens sem Deus e sem direito de serem outra coisa. Em Cristo as mulheres crentes são respeitadas e participantes da mesma herança da graça que os homens crentes (v.10-12, veja 1 Pedro 3.7)

2.As mulheres se tornam ameaça quando não obedecem aos desejos egoístas dos homens sem Deus. Em Cristo as mulheres crentes trabalham junto com os homens crentes para o engrandecimento do reino de Deus (v.13-18, veja Lucas 8.3)

3.As mulheres sãodescartáveisquando os homens sem Deus não são mais satisfeitos por elas. Em Cristo as mulheres crentes são úteis por toda a vida e, principalmente, na velhice quando têm a experiência para ensinar as mais jovens (v.19-22, veja Tito 2.2-4)

Homens sem Deus e as mulheres
1.Os homens sem Deus associam a bebida forte com mulheres e as usam para suas ostentações sem valorizá-las como pessoas. As propagandas e programas de TV usam as mulheres quase que unicamente para vender produtos ou despertar desejos carnais nos homens, mas nunca para respeitá-las como pessoas.

2.As mulheres que quiserem lutar contra a humilhação imposta pelos homens sem Deus, serão alvos da ira deles.

3.Os direitos das mulheres são facilmente desrespeitados quando os homens sem Deus têm o poder.

4.O padrão de humilhação sobre as mulheres do mundo acaba afetando as mulheres crentes. Os homens crentes precisam mostrar que no meio cristão as irmãs são tratadas com respeito.

5.Os homens sem Deus descartam as mulheres tão logo as use para os seus propósitos egoístas. As mulheres famosas são cruelmente desprezadas ao envelhecerem.
6.Em Cristo as mulheres são submissas aos seus maridos, não por medo, mas por amarem ao Senhor Jesus.

7.Em Cristo os homens não precisam sufocar as habilidades das mulheres, pois as que andam com o Senhor acharão o seu espaço na obra de Deus.

Uma mansão perto do trono![1]
Ian MacLaren, aquele grande pregador da Palavra de Deus, uma vez visitou um lar e encontrou uma senhora idosa, ela era escocesa, e estava em em sua cozinha, chorando. Ela enxugou os seus olhos com a ponta de seu avental e quando o ministro perguntou-lhe qual era o problema, ela confessou: “Eu tenho feito muito pouco. Eu sou tão miserável e infeliz”. “Por quê?” perguntou MacLaren. “Porque eu tenho feito muito pouco para Jesus. Quando eu era uma garotinha, o Senhor falou ao meu coração e eu quis muito viver para Ele”. “E a senhora não está vivendo para ele”? perguntou o ministro. “Sim, tenho vivido para Ele, mas tenho feito muito pouco. Eu quero ser útil em Seu serviço”. “O que a senhora tem feito”? “Nada. Eu tenho lavado pratos, cozinhado três refeições por dia, cuidado das crianças, esfregado o chão e consertado roupas. Isto é tudo o que tenho feito em toda a minha vida, mas queria fazer algo para Jesus”. O pregador, cruzou os braços, sentado na poltrona, olhou para ela e sorriu. “Onde estão os seus meninos” ? Ele perguntou. Ela tinha quatro filhos e deu-lhes nomes de personagens bíblicos. “Oh, meus meninos? O senhor sabe onde está Marcos. O senhor o ordenou que ele fosse para a China. Por que está perguntando? Ele está pregando e servindo ao Senhor”. “Onde está Lucas”? Questionou o ministro. “Lucas? Ele saiu da igreja do senhor. Não foi o senhor que o enviou? Eu recebi uma carta dele outro dia”. Então, ela ficou feliz e empolgada enquanto continuava. “Um reavivamento invadiu a base missionária e ele disse que estão tendo tempos maravilhosos no serviço do Senhor!” “Onde está Mateus?” “Ele está com seu irmão na China. Não é maravilhoso que dois irmãos trabalhem juntos? Eu sou tão feliz por isso. João veio a mim outra noite, ele é meu bebê, ele tem apenas dezenove anos, mas é um grande garoto. Ele disse: ‘Mãe, eu tenho orado e, à noite em meu quarto, o Senhor me falou que devo ficar aqui e esperar você ir para o lar celestial”. O ministro olhou para ela: “E a senhora diz que sua vida tem sido gasta lavando o chão, costurando meias, lavando pratos e fazendo tarefas comuns. Eu gostaria de ter sua mansão quando formos chamados ao lar! Será muito próxima ao trono”.

As comparações e os contrastes entre o Rei dos reis e os reis deste mundo
1. Os reis deste mundo têm muitos reinos. O Reis dos reis é o dono de todo o universo (v.1)
2. Os reis deste mundo possuem tronos e palácios. O Rei dos reis possui um trono sem fim e a sua casa é eterna (v.2)
3. Os reis deste mundo promovem banquetes e convidam os poderosos. O Reis dos reis promove um banquete celestial e convida os pobres e desprezados deste mundo (v.3)
4. Os reis deste mundo ostentam suas riquezas e grandezas por meio dos ricos objetos. O Rei dos reis mostra a Sua glória através da cruz (v.4-8)
5. Os reis deste mundo possuem esposas lindas e gostam de mostrá-las aos outros. O Rei dos reis possui a Sua Igreja, noiva pura e linda e mostra ao mundo e aos anjos e aos demônios (v.9-11)




[1] Bíblia e-sword, vocábulo Family: Mother - A Mansion Near the Throne!

Nenhum comentário:

Postar um comentário