Ester 2

Capítulo 2: A rainha Ester
1.O rei ficou mais calmo depois de decretar obediência das mulheres de todos as províncias. Os conselheiros reais sugeriram uma nova rainha no lugar da Vasti. O costume da época era buscar virgens lindas e submetê-las a um tratamento de beleza. Mardoqueu ou Mordecai era pai adotivo de Hadassa. Eles eram primos. Hadassa significa “murta” (um arbusto) e Ester, “estrela”. Hegai foi o eunuco responsável pelo Harém. Ele beneficiou Ester, tratando-a com todos os cuidados que uma rainha merecia. Enquanto isso, do lado de fora, Mardoqueu estava tenso, esperando que Ester fosse bem tratada. Devemos lembrar que Xerxes e Assuero são o mesmo rei. Mardoqueu proibiu Ester de falar sua origem. Os judeus sempre foram desprezados e Mardoqueu queria proteger a afilhada. O tempo de preparo era de um ano. Isso mostra a exigência e a riqueza do rei. O plano de Hegai, certamente, conduzido pelo Plano de Deus, obteve o resultado desejado. Todos gostaram de Ester, principalmente, o rei que promoveu um banquete para todos os nobres e decretou feriado, pois, afinal, a nova rainha seria apresentada. Nesse tempo, Mardoqueu descobriu uma conspiração
contra o rei e delatou os conspiradores, os quais foram mortos. Ficou registrado nos livros reais, mas, para o momento, Mardoqueu não foi recompensado.

“As semelhanças entre As Mil e Uma Noites e este incidente do livro de Ester são frequentemente ressaltadas, mas é impossível verificar-se a data da lenda árabe, e, portanto, fazer qualquer comparação significativa. R. Ringren argumenta que o ‘concurso de beleza’ no contexto real é ‘um tema permanente e talvez um tema inconstante’. ‘Pelo menos pode-se dizer que este livro não apresenta algo de que nunca se ouviu falar no ambiente em que ele foi formado’.”[1]


A proteção, direção e preparo de Deus para o seu povo
1.Uma vaga diante do rei (v.1-4)
2.Um protetor perspicaz (v.5-7)
3.Um benfeitor cuidadoso (v.8-11)
4.Uma espera proveitosa (v.12-14)
5.Uma beleza vantajosa (v.15-17)
6.Um rei vaidoso (v.18-19)
7.Um livro de registro útil para o futuro (v.20-23)




[1] Ester – Introdução e Comentário, pg. 58 – Joyce C. Baldwin (Série Cultura Bíblica – Editora Mundo Cristão – São Paulo – SP – 1ª ed. Em português nov. 1986)

Nenhum comentário:

Postar um comentário