Ester 9-10

Capítulos 9 e 10: A festa Purim
1.Os judeus levaram a melhor naquele plano maléfico de Hamã. Os judeus tornaram senhores da situação. Além de ganharem força política, os judeus ganharam coragem espiritual. O texto não menciona o nome Deus, mas vemos claramente o rumo que o povo tomou graças ao amparo que o Senhor deu a eles através de Mordecai, Ester e o rei. Os outros povos tinham medo dos judeus. As autoridades das províncias ficaram do lado dos judeus e, por isso, a força bélica, ou seja, armamentos. A fama de Mordecai se estendeu por todo o reino e todos concluíram que ajudar os judeus era o mesmo que agradar Mordecai. O idealismo dos inimigos mais corajosos continuou em honra aos planos de seu líder morto, Hamã. Mataram os filhos de Hamã, no entanto, não pegaram de seus despojos. Ester queria deixar bem claro que a família de Hamã era inimiga do povo judeu, por isso, pediu que os colocassem pendurados na forca, mesmo que já estivessem mortos. Isso serviria como autoridade diante dos povos. Os judeus mataram milhares de inimigos, mas não se
apropriaram de seus bens. O objetivo não era enriquecimento sobre os inimigos, mas experimentar a paz em todo o reino (v.1-16).

2.Toda a expectativa ruim quanto ao destino dos judeus se transformou em alegria em todas as províncias. Fizeram banquetes em todos os lugares e compartilhavam uns com os outros dos alimentos dos banquetes. Essa primeira comemoração, do dia 14 do 12º mês, torna-se-ia universal, isto é, em todos os lugares onde tivessem comunidades judaicas, essa festa seria praticada. É a chamada festa de Purim, que significa a festa das sortes para lembrar que Hamã sorteou um dia para o extermínio dos judeus. Mordecai ficou sendo o herói dos judeus, pois pensou grande, pensou em toda a comunidade judaica e não apenas em si e em sua prima-enteada (v.17-32, 10.1-3).

“Deus dispõe à sua vontade do tempo, agindo conforme Ele quer. Coisa alguma está fora do seu controle, mesmo em nossas horas mais negras. Sempre haverá vilões ameaçadores contra nós, mas nenhum deles pode, realmente, prejudicar-nos, se estamos dentro da vontade de Deus. Pois, na sua providência divina, surgirão pessoas e circunstâncias favoráveis a nós, na hora crucial de nossa necessidade.”[1]

Tudo coopera para o bem dos que amam a Deus
1.Inimigos cooperam para o bem – a vitória é mais apreciada (v.1-2)
2.A fama coopera para o bem – fortalece a confiança dos que estão longe (v.3-4)
3.A vingança de Deus coopera para o bem – estabelece a justiça entre os povos (v.5-15)
4.A festa coopera para o bem – exalta a Deus com a memória de seus feitos (v.16-32)
5.O cargo público coopera para o bem – a influência se expande (10.1-3)


Pércio Coutinho Pereira, 2015

Fontes usadas neste material

1.      Bíblia e-sword, vocábulo Family: Mother - A Mansion Near the Throne!
2.      Ester – Introdução e Comentário, pg. 58 – Joyce C. Baldwin (Série Cultura Bíblica – Editora Mundo Cristão – São Paulo – SP – 1ª ed. Em português nov. 1986)
3.      Comentário Bíblico de Matthew Henry – Ester, pg.4 (Casa Publicadora das Assembleias de Deus - 3ª Edição - 2003)
4.      Comentário Bíblico Moody – Ester, pg. 13 (Editado por Charles F. Pfeiffer – Imprensa Batista Regular 4ª impressão 2001)
5.      Novo Comentário da Bíblia, Ester, pg.14 (Editado pelo Prof. F. Davidson, MA,DD. Editado em Português pelo Rev. D. Russell P.Shedd, MA, BD, PhD – Edições Vida Nova – São Paulo – SP – 2000)
6.      Archaeological Backgrounds of the Exilic and Postexilic Era Part II: The Archaeological Background of Esther, pg. 105 - Edwin M. Yamauchi (Bibliotheca Sacra - April-June 1980)
7.      Novo Comentário da Bíblia – Ester, pg.17 (Editado pelo Prof. F. Davidson, MA,DD. Editado em Português pelo Rev. D. Russell P.Shedd, MA, BD, PhD – Edições Vida Nova – São Paulo – SP – 2000)
8.      A palavra coudelaria que aparece em algumas versões significa estrebaria ou Haras, onde se guardavam os cavalos.
9.      Notes on Esther - Dr. Thomas L. Constable, pg. 31, citando Wiersbe (Published by Sonic Light - 2014 Edition)
10. Enciclopédia de Bíblia, Teologia e Filosofia - Russell Norman Champlin, pg. 513 – vol. 5 -  vocábulo Purim (editora e distribuidora Candeia – São Paulo – SP – 4ª ed. 1997)


[1] Enciclopédia de Bíblia, Teologia e Filosofia - Russell Norman Champlin, pg. 513 – vol. 5 -  vocábulo Purim (editora e distribuidora Candeia – São Paulo – SP – 4ª ed. 1997)

Nenhum comentário:

Postar um comentário