Números 1-4

Capítulos 1-4: O censo
1.Os levitas não eram contados no senso, pois não eram soldados, mas servidores da casa de Deus. Não é menos digno cuidar dos utensílios do tabernáculo do que é cuidar dos escudos e lanças para a guerra. Um comandante de guerra, com suas ordens, incentivos e estratégias, serve igual ao levita que junta um grupo em sua casa ou ao redor do tabernáculo para ensinar os decretos de Deus. Quando o povo se mudava de lugar, eram os levitas que desmontavam e montavam o acampamento. Os levitas moravam ao redor do tabernáculo (v.1-54).

 “Há relativamente pouca narrativa em Levítico; predominam os regulamentos legais. Em Números a
situação é inversa: a história é o mais importante, e as leis aparecem em menor número, geralmente discutindo problemas que foram suscitados no deserto. Esses dez capítulos iniciais mostram como os princípios de santidade de Levítico foram colocados em prática na organização da nação. Aqui o simbolismo é muito importante. No centro do acampamento ficava o tabernáculo, onde Deus estava entronizado acima da arca, no santo dos santos. Ao redor do tabernáculo acampavam os sacerdotes e levitas, guardando-o, para impedir que qualquer israelita entrasse nele sem a cuidadosa preparação necessária. Além dos levitas, acampavam as tribos seculares, alinhadas em ordem de batalha, como cabe ao povo de Deus. Fora do acampamento viviam os impuros, os que sofriam de doenças da pele ou hemorragias diversas, que diversas, que eram ineptos para a presença de Deus. Tanto armado quanto em movimento o acampamento era organizado para expressar simbolicamente a presença e a realeza do Senhor.”[1]

Os levitas
1.Não são soldados (v.47-49)
2.São cuidadores do serviço do tabernáculo (v.50)
3.São montadores e desmontadores do tabernáculo (v.51)
4.Residem ao redor do tabernáculo (v.52-54)

2.O acampamento era muito organizado ao redor do Tabernáculo. Não sabemos quais são as insígnias, os símbolos dos estandartes de cada tribo, mas pode tem relação com a bênção de Jacó a cada filho em Gênesis 49. Os levitas são mencionados no censo de modo detalhado devido sua importância com as coisas santas (capítulos 2-4).


[1] Números – Introdução e comentário, pg. 59-60 – Gordon J. Wenhan (Edições Vida Nova e Editora Mundo Cristão – São Paulo SP – 1ª ed. 1985)

Nenhum comentário:

Postar um comentário