Números 8

Capítulo 8: Consagração dos sacerdotes
1.As lâmpadas do Tabernáculo sempre foram muito bem mantidas, pois a luz deveria aspergir no ambiente interior mostrando que Deus é a luz do povo e com o Senhor por guia jamais ficariam sem direção. Jesus é a luz do mundo. O pecador, em seu estado de miséria e escuridão, tem um farol que o leva para o porto seguro da alma, Ele mesmo (v.1-4).

2.Os sacerdotes serviam ao tabernáculo, mas antes precisam ser consagrados. Assim fizeram, segundo as instruções que Moisés recebera do próprio Deus. Nós também que trabalhamos
diretamente em algum serviço na obra de Deus, principalmente, na condução de um rebanho, precisamos nos consagrar a Ele, mantendo um procedimento diário exemplar. Os sacerdotes tinham um tempo de atuação que era dos 25 até 50 anos. Eles se aposentavam, mas não precisavam ficar sem atividade, pois serviriam de incentivo e auxílio aos mais jovens. A faixa etária de vida ativa, em nossa sociedade, subiu bastante. No entanto, isso não significa que os crentes estejam mais produtivos na obra de Deus, uma vez que cuidar do bem-estar da família, negócios financeiros, lazer e outras atividades têm tomado bastante tempo de todos nós (v.5-26).

“Todos os que esperam participar dos privilégios do tabernáculo, devem estar decididos a fazer o seu serviço. Se por um lado, nenhuma das criaturas de Deus é necessariamente seu servo ou sua serva, Ele não precisa do serviço de nenhuma delas. Por outro lado, ninguém é servo honorário, que nada faz. Deus emprega todos os que lhe pertencem; até mesmo os anjos têm os seus deveres.”[1]


[1] Comentário Bíblico de Matthew Henry pg.11 (Casa Publicadora das Assembleias de Deus - 3ª Edição - 2003)

Nenhum comentário:

Postar um comentário