Números 18

Capítulo 18: Os ministros da Casa de Deus
1.Arão teria responsabilidade pelos erros cometidos no santuário, por isso, era uma enorme tarefa. Arão não poderia fugir da responsabilidade. Assim acontece com um responsável por uma empresa. Ele é responsável pelo que acontece ali. Ele não pode se esconder atrás da desculpa “eu não sabia”. Arão era responsável em juntar os ministros do Tabernáculo e fazê-los trabalhar. Arão também era responsável em explicar-lhes sobre suas tarefas e impor-lhes limites. O estranho não tinha parte naquele ministério. Nem o estrangeiro e nem alguém de Israel que não fosse da tribo de Levi. Deus está confirmando o sacerdócio de Arão, pois anteriormente houve rebeldia e dúvidas. Apesar da responsabilidade grande e rotina árdua, o sacerdócio era um presente de Deus à tribo de Levi. Há muitas coisas que fazemos hoje que são enormes responsabilidades, mas também são presente de
Deus e devemos fazer com alegria e gratidão (v.1-7).

2.A família de Arão receberia as partes dos sacrifícios que não eram queimadas. Era um presente de Deus também. Não apenas porque era o alimento físico para eles, mas porque eram coisas santíssimas. O evangelho proporciona para quem vive dele, o sustento, mas ao mesmo tempo é um privilégio, pois tem um peso espiritual incalculável (v.8-19).

3.Apesar dos ministros do Tabernáculo e, eventualmente, da Casa do Senhor e do Templo, viverem das ofertas, o objetivo não era ficarem ricos, mas não passarem necessidade. Eles não trabalhavam como os demais em suas lavouras e comércio, pois serviam ao Templo. Por exemplo, não deviam ajuntar terras, pois a porção deles é Senhor. As pessoas do povo ofereciam o dízimo para o sustento da Casa do Senhor e dos ministros da adoração (dos holocaustos), porém, os próprios levitas davam os dízimos do que recebiam. Aqueles que vivem de ofertas dos irmãos, devem também contribuir e dar ofertas para a obra (v.20-32).

“Aqueles que assistem a devoção dos outros, devem se certificar de pagar suas próprias ofertas santas.”[1]

A mecânica da adoração e do serviço a Deus
1.Responsabilidade dos líderes pelos erros (v.1)
2.Pluralidade de liderança (v.2)
3.Limites de serviço (v.3)
4.Presunção proibida (v.4)
5.O zelo de Deus (v.5)
6.Ajudantes (v.6)
7.Chamado especial (v.7)
8.Os que vivem do serviço sagrado (v.8-19)
9.A suficiência do sagrado ministério (v.20-24)
10.Suprido por Deus e suprindo também (v.25-32)



[1] John Wesley's Explanatory Notes on the Whole Bible (extraído de comentários de e-sword versão 10.3.0 - 2014)

Nenhum comentário:

Postar um comentário