Números 31

Capítulo 31: Vitória sobre os midianitas com despojos proibidos
1.O último trabalho de Moisés para o povo era batalhar contra os midianitas para que o povo entrasse na reta final da viagem para Canaã. Tudo foi preparado, não apenas os instrumentos de guerra, mas as trombetas e os utensílios sagrados, os quais não deixavam de ser instrumentos de guerra, visto que a luta era do Senhor. As armas de nossa milícia são espirituais em Cristo. Nesta investida contra os midianitas mataram também Balaão. Isso mostra que ele não se envolveu apenas com os moabitas, mas também com os midianitas. Israel saiu vitoriosa e trouxe muitos despojos. Na vida cristã isso tem um paralelo. As vitórias do Senhor para nós trazem junto todas as bênçãos. Por exemplo, o sofrimento e lutas na área da santificação produzem as virtudes de Cristo
no crente (v.1-12).

2.Os líderes receberam o povo que voltava com os despojos. Porém, Moisés se indignou que trouxeram as mulheres midianitas como despojos. As mulheres foram o instrumento de sedução usado por Balaão para fazer o povo de Israel pecar contra o Senhor em Baal Peor (Nm 25). Moisés ordenou ao povo que se purificasse de seus pecados (v.13-24).

3.Moisés mandou o povo fazer a contagem e dividir os despojos em duas partes, uma para os que fora à guerra e outra para toda a congregação que ficou. Os guerreiros deveriam separar uma parte para o Senhor, pois Ele é quem lhes deu a vitória e também para o sacerdote e levitas, pois viviam das ofertas da congregação. As pessoas também foram contadas como despojos, pois algumas serviriam como servas e fariam serviços gerais no tabernáculo e Casa do Senhor (v.25-54, note o v. 40).

“O que suportasse o fogo deveria passar pelo fogo, e o que não suportasse deveria ser lavado com água. Essas coisas tinham sido usadas pelos midianitas e, agora em posse dos israelitas, deviam ser santificadas para o serviço de toda a nação e para a honra do santo Deus. Para nós, cada coisa é santificada pela palavra e oração, se somos santificados pelo Espírito, o qual é comparado ao fogo e à agua.”[1]

Famílias cristãs e suas lutas
1.Famílias devem isolar o que as faz miseráveis (v.1-2)
2.Famílias devem treinar os seus membros para a luta (v.3)
3.Famílias precisam se unir contra os destruidores (v.4)
4.Famílias precisam se armar (v.5)
5.Famílias devem usar armas espirituais em Cristo (v.6)
6.Famílias devem obedecer ao Senhor nessa luta (v.7)
7.Famílias devem ser corajosas e audaciosas na luta (v.8)
8.Famílias não devem preservar o que pode ser destruição (v.9-10)
9.Famílias devem tirar proveito das lutas e sofrimentos da vida (v.11-12)
10.Famílias podem fazer quase tudo certo, mas podem falhar em coisas básicas (v.13-16)
11.Famílias devem se purificar para o Senhor (v.17-20)
12.Famílias devem se submeter ao Espírito Santo, simbolizado na Bíblia por fogo e água purificadores (v.21-24)
13.Famílias devem aprender a dividir e reconhecer o esforço alheio (v.25-28)
14.Famílias devem contribuir para a obra do Senhor e para os obreiros (v.29-31)
15.Famílias devem guardar memórias de suas lutas no Senhor (v.32-54)



[1] Matthew Henry's Concise Commentary on the Whole Bible (Published in 1706 extraído de e-sword version 10.3.0 - 2014)

Nenhum comentário:

Postar um comentário