Deuteronômio 30

Capítulo 30: O futuro de Israel
Infelizmente, o povo de Deus, atualmente, está dividido em sua Escatologia, ou seja, a doutrina das últimas coisas. Alguns grupos e suas igrejas locais entendem que a Igreja substituiu Israel e, portanto, os planos de Deus para o futuro se referem apenas à Igreja. Outros grupos e suas igrejas locais entendem que os planos de Deus continuam para a nação de Israel e um dia serão cumpridos, pois fazem parte de cinco Concertos que Ele fez com a nação e manterá a Sua Palavra dada a Abraão, Isaque e Jacó. Portanto, para estes, a Igreja não deve ser confundida com Israel, embora ambos sejam salvos pelo sangue do Cordeiro, Jesus Cristo. Os judeus que se converterem, hoje, farão parte da Igreja, mas os judeus crentes antes de Cristo e os que serão salvos na Tribulação,
fazem parte da nação de Israel (v.1-20).

“Israel nunca tomou a terra sob o concerto incondicional abraâmico, nem mesmo possuiu toda a terra prometida (Gn 15.18, Nm 34.1-12). O concerto aguarda a vinda do Rei para o seu cumprimento.”[1]

O futuro de Israel (Dt 30.1-10, Concerto Palestiniano)
1.Dispersão (v.1)
2.Conversão nacional (v.2)
3.Ajuntamento (v.3-4)
4.Devolução da terra (v.5)
5.Obediência nacional (v.6,8)
6.Destruição dos inimigos (v.7)
7.Prosperidade (v.9-10)

Acessibilidade à mensagem de Deus (Dt 30.11-20)
1.A mensagem não é difícil (v.11)
2.A mensagem não está longe (v.11-14)
3.A mensagem não é forçada (v.15)
4.A mensagem oferece recompensa (v.16)
5.A mensagem permite escolha própria (v.17-18)
6.A mensagem convida a fazer a escolha certa (v.19-20)



[1] Summarized Bible - Complete Summary of the Bible - KEITH L. BROOKS Copyright 1919 (extraído de e-sword version 10.3.0 - 2014)

Nenhum comentário:

Postar um comentário