Josué 6

Capítulo 6: Vitória
A vitória sobre Jericó foi cercada de sinais do poder de Deus, de demonstração da misericórdia Dele e também de advertência sobre o anátema, que é uma maldição por desobedecer a Deus. Assim como a derrubada do muro exigia paciência e fé, a vida cristã também precisa dessas virtudes. O trabalho contínuo do crente é crer e obedecer tudo o que Deus manda. A vitória não é garantida sem purificação e compromisso. Os crentes são conhecidos pelos feitos de Deus em suas vidas e não
pelos feitos de suas vidas para Ele. Quem derrubou a muralha foi Deus e não os gritos (v.1-27).

“A maldição foi uma proibição contra a reconstrução da fortaleza, não contra a habitação do local (cons. Is. 18:21; Jz. 3:13 e II Sm. 10:5). Cumpriu-se no reinado de Acabe, quando Hiel reconstruiu os muros à custa de seus dois filhos (I Reis 16:34).”[1]

Vitória (Js 6)
1.Grande desafio (v.1)
2.Garantia de vitória (v.2)
3.Fé para obter vitória (v.3-5)
4.Líderes conduzem à vitória (v.6-7)
5.Paciência antecede a vitória (v.8-11)
6.Vitória começa cedo e com trabalho contínuo (v.12-14)
7.Insistência para obter vitória (v.15-16)
8.Vitória reconhece a ajuda recebida (v.17)
9.Vitória deve ser santa (v.18-19)
10.Vitória completa (v.20-21)
11.Vitória e compromisso (v.22-26)
12.Vitória conhecida aos outros (v.27)


[1] Comentário Bíblico Moody – Josué - pg. 23 (Editado por Charles F. Pfeiffer – Imprensa Batista Regular 4ª impressão 2001)

Nenhum comentário:

Postar um comentário