1 Samuel 3

Capítulo 3: A confirmação de Samuel e a desqualificação de Eli
1.Samuel estava aprendendo o trabalho do sacerdócio. As visões e revelações de Deus eram raras, portanto, Samuel não pegou uma época de facilidades. Eli era bem velho e cego. Samuel estava à noite dormindo ao lado da Arca de Deus, lugar propício para receber alguma visão ou mensagem de Deus. Lembramos de Zacarias que recebeu a visita de um anjo no seu turno. Deus falou com Samuel em uma época escassa de revelações divinas. Isso mostrava uma confirmação de Deus. O jovem que não estava acostumado ao ofício e menos ainda com as revelações de Deus buscou ajuda de Eli que o ignorou. Na terceira vez, Eli não pode ignorar que Deus estava falando com o jovem. Seria um grande desafio para Eli, reconhecer a aprovação de Deus sobre a vida de Samuel. O jovem Samuel
está dando os seus primeiros passos em direção a um contato mais íntimo com Deus (v.1-10).

2.Deus mostra para Samuel que, de fato, ele é o escolhido para o sacerdócio e que Eli foi rejeitado. Não porque está velho, mas porque não correspondeu àquilo que Deus queria. É muito decepcionante terminar o ministério desqualificado. Samuel faria parte de uma transição que traria pavor em todos, pois não era comum acontecer isso, de um líder da nação ser colocado de lado e ser substituído por um jovem. Todas as mudanças são difíceis, mas essa era quase insuportável. Parece que no fundo Eli não acreditava que Deus seria tão severo depois de tudo o que ele fez pela nação. Não era fácil para Samuel receber aquela visão, mas muito mais difícil repassar o recado de Deus para Eli. A intimação de Eli, embora fosse constrangedora, era a força motivadora para dar coragem ao jovem Samuel. Eli ouviu toda a mensagem de Deus, através de Samuel, e entregou-se ao Senhor que é totalmente justo. Samuel passou a ser íntimo de Deus e fez parte da mudança do modo de Deus se revelar. O que faltava era um sacerdote consagrado. O pecado prejudica a ação de Deus entre as pessoas. A fama de Samuel se espalhou pela nação. Ele ganhou respeito de todos (v.11-21).

“Que os jovens considerem o modo como Samuel mostrou-se pio [piedoso], e com ele aprendam a lembrar-se de seu criador nos dias de sua mocidade. As crianças podem ser religiosas. Samuel é a prova de que o Senhor se agrada de que as crianças o escutem e esperem Nele. Samuel é o exemplo de todos os temperamentos amáveis, que são o ornamento mais esplendoroso da juventude, e a fonte segura da felicidade.”[1]

Um jovem obediente (1 Sm 3)
1.Um jovem que servia a Deus (v.1)
2.Um jovem que dormia cedo (v.2-3) A lâmpada se apagava de madrugada, antes do alvorecer
3.Um jovem que ainda não conhecia a Deus muito bem (v.4-7)
4.Um jovem que subiu de nível com Deus (v.8-10)
5.Um jovem que respeitava os mais velhos (v.11-15)
6.Um jovem que não mentia, mas falava a verdade (v.16-18)
7.Um jovem que crescia amando a Deus (v.19-21)

Uma bagagem pesada para um iniciante (1 Sm 3)
1.Pesava o fato de ser jovem (v.1)
2.Pesava o fato de Deus se revelar pouquíssimo (v.1)
3.Pesava o fato do líder ser muito limitado (v.2)
4.Pesava o fato do líder ignorar o aprendiz (v.3-6)
5.Pesava o fato da falta de intimidade com Deus (v.7-9)
6.Pesava o fato de ter que se colocar como juiz do líder (v.10-18)
7.Pesava o fato de se tornar muito conhecido (v.19-20)
8.Pesava o fato de muitas pessoas colocarem a confiança sobre ele (v.21)



[1] Comentário Bíblico de Matthew Henry pg.44 (Casa Publicadora das Assembleias de Deus - 3ª Edição - 2003)


Nenhum comentário:

Postar um comentário