1 Rs 22

Capítulo 22: A morte de Acabe
1.O encontro de Josafá com Acabe trouxe um assunto político, ou seja, a Síria tem autoridade de ficar com uma cidade de Judá? Acabe estava disposto a recuperar a cidade junto com Josafá. Os dois reis eram aparentados. Josafé e Acabe entraram num acordo para tomarem a cidade de volta. Tiveram a feliz ideia de consultar a Deus antes de qualquer ataque. Os profetas consultados foram favoráveis ao ataque. Josafá queria a garantia de mais um profeta. Isso indica algo muito significativo. Acabe sempre esteve longe do Senhor, então, o rei Josafá teria mesmo que duvidar dos profetas ao redor dele. O texto a seguir mostrará que os profetas estavam mentindo. Acabe não confiava em Micaías, mas Josafá achava que tinham que ouvi-lo. Enquanto Micaías não chegava o

1 Reis 21

Capítulo 21: A vinha de Nabote
1.Acabe desejava a vinha de Nabote com a intenção de fazer um jardim para o palácio dele, uma vez que a vinha era ao lado do palácio. A questão era que Nabote não queria vender a vinha, pois era herança da família. Acabe não estava confiscando a vinha de Nabote, mas propondo um preço justo por ela. Porém, como vemos pela tristeza de Acabe, ele não apenas queria comprar uma propriedade com uma finalidade lícita. Ele estava quebrando o mandamento que diz: “Não cobiçarás”. No Israel antigo, as heranças deveriam ser respeitadas e deixadas na própria família. A

1 Reis 20

Capítulo 20: Acabe vitorioso pela misericórdia de Deus
Acabe começa a sentir a pesada mão do juízo de Deus sobre ele e Israel que abandonou ao Senhor. Deus usa profetas que amam, mas se o rei não ouve, Deus usa como instrumentos nações também idólatras. A exigência era grande. O rei Ben-Hadade da Síria exige a entrega de bens, mulheres e filhos do rei Acabe e este, de modo subserviente aceita. É interessante como nós, algumas vezes, não aceitamos a ordem benéfica de Deus sobre nossa vida, mas aceitamos as propostas destruidoras do mundo. Porém, da segunda vez, com exigências maiores, os conselheiros de Acabe

1 Reis 19

Capítulo 19: Elias atacado pelo desânimo. Eliseu deixando tudo para servir a Deus
1.Elias venceu Baal e agora precisa encarar Jezabel. Talvez tenhamos situações difíceis para enfrentar também. Porém, Elias, desta vez, estava olhando para Jezabel e não para o Senhor. Temos que olhar para Jesus quando estivermos em dificuldade. A oração de Elias não fazia sentido, pois se ele quisesse morrer era só ficar ali diante de Jezabel e não fugir. Às vezes, ficamos confusos em nossos pedidos de oração, pois não sabemos orar como convém. É muito difícil, às vezes, explicar o que sentimos quando estamos fadigados. No caso de Elias, envolvia a incredulidade, mas também o cansaço físico e a euforia passada no Carmelo. Quando você está mal fisicamente, é quase certo que estará mal espiritualmente. Outras vezes, há falsas esperanças. O monte Carmelo não resolve

1 Reis 18

Capítulo 18: Elias e os profetas de Baal
1.Talvez fosse mais fácil para Elias anunciar a Acabe que agora choveria, pois era uma boa notícia. Porém, antes de Elias dar a notícia para o rei Acabe, este enviou o mordomo Obadias para andar pelas fontes à procura de mato para os animais. No caminho, Obadias encontrou Elias. O profeta Elias colocou Obadias em uma situação difícil, avisar a Acabe que ele estava por ali. O que Acabe diria ao receber uma notícia dessa de Obadias, mas Elias não vir acompanhando Obadias? Tudo o que Acabe queria era matar Elias. De fato, Obadias vivia perigosamente, pois esteve alimentando 100 profetas com o pão do palácio, sem que ninguém soubesse. Elias prometeu a Obadias que não

1 Reis 17

Capítulo 17: Elias e a viúva
1.Elias era um homem como nós, sujeito às mesmas paixões, porém, Elias confiava em Deus e em Sua Palavra. Nós também podemos ser como Elias, confiantes no Senhor e em sua Palavra. Elias, confiando no Deus vivo, enfrentou Acabe profetizando uma seca. Assim que deu o recado para o rei Acabe, Elias foi, por ordem de Deus, para o ribeiro de Querite. Deus mesmo sustentaria Elias com a água do ribeiro e com pão e carne trazidos pelos corvos duas vezes ao dia. Porém, sendo que Elias profetizou seca, ele mesmo foi afetado com a seca (v.1-7).

2.O profeta Elias teve que exercitar fé em todo o seu ministério, mas assim deve ser conosco

1 Reis 16

Capítulo 16: Os reis Elá, Zinri, Onri e Acabe
1.Os reis entraram em um ciclo de medo, vingança, consolidação do reino e derrota. Assim acontece na história humana e seus governos. Sempre será um sobe e desce, poder e perda, honra e desonra, exaltação e humilhação. O que se fala de Elá é apenas que se embriagou, que foi morto por Zinri e que praticou pecados de idolatria. O relato que temos de Zinri é que, além de matar Elá, ele exterminou os descendentes de Baasa e que ao ser sitiado pelo rei Onri, entrou no castelo e colocou fogo ficando ali para morrer. O que temos relatado de Onri é que venceu seu oponente, Tibni e que

1 Reis 15

Capítulo 15: Os reis Abias, Asa, Nadabe e Baasa
1.Uma vela que se queima totalmente tem o poder de iluminar um ambiente enquanto está acessa somente. Para que a luz continue esta vela precisa acender outra, a qual acenderá outra e assim por diante. A nação de Judá e Israel sempre tiveram lâmpadas, mas graças à misericórdia de Deus que acendeu a primeira vela que foi o rei Davi. Depois dele vieram outros reis, os quais foram pais e a lâmpada sempre ficou acessa por amor a Davi (1 Rs 11.36). Nebate acendeu uma lâmpada que em vez de iluminar queimou o reinou de Israel, pois Jeroboão levou o povo à idolatria. Há pais que

1 Reis 14


Capítulo 14: O julgamento dos dois reis, Jeroboão e Roboão
1.Jeroboão pecou muito contra o Senhor e com toda a certeza, a doença do filho era uma punição de Deus. Ele mandou que a esposa fosse até o profeta, disfarçada. Como era muito comum naquela época não ir de mãos vazias, ele preparou um lanchinho para o profeta. Jeroboão queria saber o que aconteceria com o filho dele. O profeta Aías que havia profetizado a respeito de seu reinado, já estava cego. Porém, Deus já havia alertado Aías sobre a mulher de Jeroboão. Sendo assim, Aías já sabia da chegada da esposa de Jeroboão. O profeta a denunciou dizendo que ela não precisava fingir

1 Reis 13

Capítulo 13: Os dois profetas
1.O medo de Jeroboão pela possível perda de popularidade fez com que ele construísse um altar idólatra para manter uma união baseada na falsidade. O Senhor enviou um profeta para repreender Jeroboão. A profecia da vinda do Josias foi totalmente cumprida adiante. Jeroboão quis anular o profeta, mas teve o braço paralisado. Jeroboão, assustado, pediu misericórdia, a qual o Senhor

1 Reis 12

Capítulo 12: Roboão e Jeroboão
1.Roboão é aclamado pelo povo para ser rei. A esperança do povo é sempre ter um governo que facilite as coisas, diminuindo impostos, dando mais liberdade no livre comércio e facilitando a convivência pacífica no reino. O povo sentia que Salomão havia maltratado o povo com cargas de trabalho e tributo. É fácil acreditar nisso, pois para manter todas as construções e luxo do reino, Salomão usou muitos súditos. Samuel já havia profetizado isso quando o povo escolhera um rei para si. Roboão buscou conselho dos mais velhos para dar uma resposta ao povo. Os mais experientes disseram que Roboão deveria aliviar as cargas para ganhar a simpatia do povo. Porém, os

1 Reis 11

Capítulo 11: A aliança com os ídolos e a divisão do reino
1.Salomão com toda sua tendência global de negócios fez muitas alianças e casou-se com muitas mulheres de outras nações e, claro, nações idólatras. Enquanto o assunto eram negócios e bens ainda poderíamos entender que estava em nível comercial, apenas. Porém, as alianças começaram a ficar mais sérias quando Salomão se casa com essas nações através de matrimônios com mulheres desses países. O sábio Salomão ficou tolo com o poder de persuasão dessas mulheres. Ele desagradou a Deus e se afastou Dele. Só para citar dois deuses que Salomão abraçou, são Astarote e Moloque. A deusa Astarote de Sidom era deusa da guerra e da fertilidade. Os seus adoradores

1 Reis 10

Capítulo 10: A sabedoria e riquezas de Salomão dadas por Deus
1.Salomão é colocado à prova novamente. Desta vez, não em sua capacidade de juiz, mas de intelectual. A rainha de Sabá era a governante de algum país do norte da arábia. Como era comum com os soberanos da época, e até hoje, essas visitas diplomáticas eram acompanhadas com presentes como forma de gentileza e ostentação. A rainha devia ter perguntas prontas, dela mesma ou de outros de seu país. Salomão não ficou em apuros em nenhum momento. Ele conseguiu responder a todas as perguntas. Deus cumpriu o desejo de Salomão dando-lhe sabedoria. A rainha não apenas ficou impressionada com a sabedoria de Salomão, mas também com a sua riqueza. Salomão não era apenas sábio e rico, mas organizado. Talvez a rainha de Sabá tivesse uma esperança

1 Reis 9


Capítulo 9: Deus relembra Salomão sobre a obediência
1.O que mais faltava? Salomão já havia construído o templo, consagrado esse templo, desafiado as pessoas a confiarem no Senhor. Salomão orou e agora ele mesmo receberia do Senhor mais algumas instruções. Essas instruções eram claras, simples e repetidas. Deus lembraria novamente a Salomão sobre a obediência. Deus queria dizer a Salomão que ouviu a oração e agora, diante daquela nova responsabilidade, depois da festa, Salomão tinha também compromissos. Muitas vezes, nós nos esquecemos da obediência e que podemos nos alegrar e nos reunir, mas a razão de estarmos fazendo isto é só o Senhor. Tudo é a respeito do Senhor. Tudo é para Glória Dele e não para nós. O

1 Reis 8

Capítulo 8: A consagração do Templo e a oração de Salomão pelo povo
1.O objeto tão aguardado para o Templo teve um cortejo especial. A arca da aliança foi levada pelos líderes da nação do lugar onde estava em Jerusalém até o Templo. Juntou esse evento com a Festa dos Tabernáculos. Sacrifícios incontáveis foram oferecidos diante da arca. Podiam-se ver os cabos da arca, mas não a arca que representava a presença de Deus. Dentro da arca não havia mais o pote de maná e a varão de Arão, mesmo assim a confirmação de Deus surgiu assim que colocaram a arca no devido lugar. Semelhante ao final da construção do Tabernáculo, a finalização da construção do

1 Reis 7

Capítulo 7: O palácio de Salomão e as mobílias do Templo
Enquanto Salomão levou 7 anos para construir o Templo, ele gastou 13 anos para construir o seu palácio. De fato, ele construiu esse palácio para a esposa, filha do rei do Egito. Ele separou uma sala para julgar as questões, dando um aspecto especial ao seu trabalho como rei que era o de julgar. Mais uma vez vemos a humildade de Salomão buscando um estrangeiro para trabalhar com bronze. Ele buscava pessoas capazes por sua capacidade e não por parentesco ou nacionalismo. No mesmo capítulo há uma lista detalhada das mobílias do Templo. Salomão não se esqueceu de colocar os objetos valiosos de Davi. O que é do Tesouro da nação deve ser conservado no lugar apropriado. No

1 Reis 6

Capítulo 6: A construção do Templo
Os detalhes da construção do Templo estão neste capítulo. O povo de Israel teve o seu primeiro templo somente após 480 anos. Isso mostra que a adoração a Deus não está ligada a um edifício ou construção. Em honra e respeito a Deus e Sua casa, não deveria haver bagunça e barulho nem mesmo na construção, por isso, as pedras eram trabalhadas fora daquele lugar e somente trazidas prontas para montar. Se Salomão vivesse de maneira correta, Deus estaria à disposição a todo o povo naquela construção. Mais uma vez, não é a construção que é abençoada, mas a vida frutífera

1 Reis 5

Capítulo 5: Preparação para a construção do Templo
Salomão não desprezou as amizades do pai, antes usou essas amizades para o benefício do reino. Hirão era um homem capaz e Salomão confiou a ele o fornecimento de madeiras para a construção do Templo. Davi não construiu o Templo por estar muito envolvido com guerras, mas Salomão usufruía de um templo maravilhoso de paz e, por isso, empenhou-se na construção do Templo. Salomão tinha um reino próspero, mas ainda assim, reconhecia que não havia homens talentosos com madeira bruta como Hirão. Isso nos ensina que a sabedoria anda junto com a humildade. É muito útil aprendermos com essa negociação, pois houve um acordo de trabalho e de alimentação. O bom comerciante, ou qualquer outro profissional, deve deixar bem claro o que oferece e o que

1 Reis 4

Capítulo 4: O reino de Salomão e sua riqueza de bens e de recursos humanos
1.O reino de Salomão, assim como qualquer outro e até mesmo nossa casa, igreja, empresa e escola, era organizado. Pessoas com capacidades diversas ajudam a manter e estabelecer instituições. Deus tem nos dado capacidades para serem usadas. Podemos tocar a vida das pessoas ao nosso redor quando usamos nossas capacidades de modo a beneficiar outros e não apenas a nós mesmos. Quem trabalha em agência missionária sabe perfeitamente como todas as profissões são bem-

1 Reis 3

Capítulo 3: A sabedoria de Deus oferecida a Salomão
1.Salomão começou as perigosas alianças. Ao se casar com a filha de Faraó, certamente trará para Israel um pouco da idolatria do Egito. Salomão trabalhou para construir o Templo, as muralhas e o palácio. Ele não precisava se preocupar com guerras, pois Davi, seu pai, deixou um reinado de paz para Salomão. Sacrificar nos altos, nesta altura da história, ainda não se tratava de idolatria, mas uma prática necessária, pois ainda não havia o Templo. Os sacrifícios eram para o Deus verdadeiro. Mesmo que Salomão não tivesse o coração totalmente entregue ao Senhor, pois as alianças mostravam que aos poucos se afastava Dele, Deus o abençoou dando a Salomão a oportunidade de escolher o que quisesse para si próprio. Salomão reconheceu a bondade de Deus em dar-lhe tudo, o

1 Reis 2

Capítulo 2: A morte de Davi. Salomão e seus inimigos
1.Davi, experiente e temente ao Senhor, conduziu Salomão com os melhores conselhos. Não precisamos complicar e filosofar as instruções aos jovens, mas incentivá-los à obediência a Deus, mostrando o valor em obedecer e os perigos da desobediência. Davi era um homem manso, mas praticava com rigor a justiça de Deus quando necessário. Ele adverte o filho com respeito a Joabe que se mostrou um homem falso e interesseiro. Da mesma forma, os bons precisam ser recompensados. As instruções de Davi nos lembram que os filhos precisam de nossos sábios

1 Reis 1

Capítulo 1: A tentativa de usurpação e o reino por direito a Salomão
1.Davi morreu com 70 anos, o limite que ele anunciou em um dos seus salmos. Foi uma vida dura e cansativa, muito abalada pela tragédia com Absalão. Podemos dizer que morreu “jovemem comparação a outros que viviam muito mais tempo. A jovem era suaenfermeira”, mas também uma terapia para sua impotência sexual, uma vez que era muito importante para os povos daquela época ter um rei sexualmente ativo, saudável e de boa mente. Era o orgulho nacional. Parece que a jovem bonita não resolveu a inatividade sexual do rei. Davi tinha o direito legal como rei de ter qualquer mulher em sua cama, mas isto não era o ideal de Deus para os homens. Na velhice, Davi poderia ter uma mulher com ele, confidenciando e ajudando-o em decisões difíceis. Bate-Seba acabou sendo essa mulher, mas não sem constrangimento. A decisão de ter uma mulher consigo trouxe problemas e mais um assassinato na família que vinha sofrendo tragédias. Os filhos têm vontade própria forte. Eles pensam primeiro em si mesmos e não nos pais. Os 50 cavaleiros de Adonias sugerem uma prontidão para a guerra. O reino ficou divido entre os que estavam com

1 Reis - Introdução

O primeiro livro dos Reis
Introdução[1]
1.Os livros dos Reis eram um só livro. São chamados os Livros dos Reis porque registram os principais acontecimentos dos reinados dos reis de Judá e Israel desde a morte de Davi, até o final do reino de Judá e a queda de Jerusalém. O livro de 1 Reis fala do reinado de Salomão, dando pormenores da construção do Templo; fala, também, do ministério de Elias e o reinado de Acabe. Em hebraico o título é simplesmente "melãkhim" = reis. O motivo de terem dois livros na LXX é simples: no original hebraico não era necessário escrever as vogais; já o grego exige isso e ocupa o dobro de espaço, sendo

2 Samuel 24

Capítulo 24: O pecado da confiança nos recursos próprios
1.Em Crônicas, a ação é de Satanás e aqui é de Deus. A aparente contradição se resolve quando admitimos que Deus permite ações ruins dos desobedientes que abrem brechas para Satanás e o pecado atuarem em suas vidas. Isso concorda com Rm 1.26-27. Jó, embora não estivesse pecando, nunca soube que os sofrimentos eram infringidos por Satanás com a permissão de Deus. Há liberdade para desobedecer a Deus, mas isso nunca termina bem. Davi confiava mais em seus próprios recursos do que na força de Deus para as batalhas. Evidentemente, não foi sempre assim, mas neste episódio, infelizmente aconteceu. Joabe até tentou alertar Davi para esse erro, mas Davi estava obstinado em

2 Samuel 23

Capítulo 23: O rei Davi e seus homens notáveis
1.Davi foi um homem reconhecido pelo povo e amado por Deus. Algo que não sabemos exatamente fez dele uma personagem tão querida. É um conjunto de qualidades, mas principalmente o seu amor a Deus e sua humildade em lidar com os inimigos. O Espírito de Deus não costumava usar tanto uma só pessoa do Antigo Testamento sem intervalos. Depois do pecado dele, Davi pediu que o Senhor não tirasse o Espírito dele, pois antes da descida do Espírito Santo em Atos 2, os crentes não tinham a habitação permanente do Espírito Santo. Davi governava respeitando a vontade de Deus. O rei Davi era como o sol brilhante sobre a grama. O nosso sol da justiça virá um dia e governará. Os descendentes de

2 Samuel 22

Capítulo 22: O salmo de vitória de Davi
1.Ao estudarmos este capítulo, estudamos também o Salmo 18, pois é o mesmo conteúdo. Davi agradece ao Deus de Israel pelo livramento e por ser o rochedo da salvação de todos os que confiam Nele. Muitas vezes, o Senhor livrou Davi das mãos de Saul e de todos os inimigos. A rocha sempre foi uma ótima ilustração para a segurança e alicerce. Deus dirige os passos de seus servos, mas Ele garante vitórias pelas orações, por isso, não devemos descartar um estilo de vida em que a oração faz parte de nossa prática. O medo da morte não é exclusivo dos incrédulos sem esperança. Até mesmo os crentes fervorosos têm medo do vale da sombra da morte. A diferença está no clamor. O incrédulo clama por

2 Samuel 21

Capítulo 21: Os gibeonitas e os filisteus
1.Lemos em Josué que os gibeonitas enganaram Israel e fizeram aliança para não serem destruídos. Deus mandou honrar a aliança, por isso, se tornaram cortadores de lenha e carregadores de água. No entanto, Saul quebrou essa aliança ao matá-los. A grande fome de três anos no governo de Davi era consequência da desobediência do rei Saul. O rei Davi, não apenas pela consequência do pecado de Saul, mas por ser um rei justo, queria desfazer a injustiça cometida contra o povo de Gibeão. Os gibeonitas não queriam dinheiro e nem guerra, mas para acabar com o assunto queriam enforcar sete descendentes de Saul. Davi concordou. No entanto, o filho de Jônatas, Mefibosete, neto de Saul, não

2 Samuel 20

Capítulo 20: A tentativa de levante de Seba contra Davi
1.Davi sempre teve problemas com alguns de Benjamim. Saul era da tribo de Benjamim. Curiosamente, a igreja foi perseguida por um judeu da tribo de Benjamim, Saulo de Tarso. Seba promove um levante contra o reino de Davi. A discórdia do capítulo anterior, certamente, afetou a mente de Seba para levantar-se contra Judá. Não era isso que Davi queria. Ele tentou agir de modo a unir toda a nação. Davi colocou as suas concubinas, anteriormente, humilhadas por Absalão, num estado de viuvez perpétua. Elas passaram a servir ao Senhor, mas não podiam mais frequentar o harém de Davi. O rei convocou os homens de Judá através de Amasa, mas este demorava para chegar. Davi mandou Abisai ir atrás de

2 Samuel 19

Capítulo 19: Davi volta a ter o apoio do povo
1.Normalmente, uma vitória traria muita alegria para Davi, mas dessa vez, por causa da morte de seu filho Absalão, o clima se tornou de derrota. Joabe repreendeu o rei duramente mostrando que Davi estava envergonhando o exército que se sacrificou pelo rei. Joabe sequer reconheceu sua desobediência direta ao matar Absalão. É interessante como podemos espiritualizar uma desobediência fazendo-nos vítimas e não culpados. Joabe não apenas repreendeu o rei como também deu ordem para que o rei se desculpasse diante dos soldados sob a ameaça de ficar sozinho. O rei Davi falou, sim, com os soldados, mas mostrou o erro deles e nomeou Amasa para ficar no lugar de Joabe. Assim, Davi conseguiu o apoio do povo novamente (v.1-15).

2.Simei, aquele que jogou terra e pedra em Davi, se humilhou e também o servo de Mefibosete, o

2 Samuel 18

Capítulo 18: A morte de Absalão
1.Davi dividiu seus soldados em três grupos e se dispôs a combater também, mas foi aconselhado a não ir, pois o rei valia dez mil dos soldados. Davi aceitou o conselho e ficou. A preocupação de Davi é que não matassem o filho, Absalão. Todos ouviram a ordem e, portanto, não havia falta comunicação. Absalão foi achado por um grupo e ao fugir ficou enroscado num galho. O soldado que viu não matou Absalão, pois ouvira muito bem as instruções do rei Davi, mas Joabe não gostou nada disso e foi ele mesmo resolver o assunto. Joabe matou Absalão deixando o corpo dele sepultado de maneira

2 Samuel 17

Capítulo 17: O fracasso do conselho de Aitofel
O conselho de Aitofel para Absalão era cheio de ódio com a pretensão de ser espiritual. Ele aconselhou a Absalão a poupar o povo e matar somente Davi. O conselho de Husai foi diferente. Ele aconselhou a Absalão a evitar o rei Davi. Todos sabemos que Husai estava infiltrado entre os homens de Absalão a fim de proteger Davi, por isso, não se esperaria nada menos do que esse conselho. Husai enalteceu o poderio estratégico de Davi e isso era verdade. Com esse conselho, Davi e seus homens ganhariam tempo e poderiam se armar. Deus usou uma mulher para proteger e despistar os homens de Davi. Aitofel só viu o conselho dele se desmoronar e, desiludido da vida, tirou a própria vida. Esse é um

2 Samuel 16

Capítulo 16: As consequências do pecado de Davi no terraço do seu palácio
1.Ziba já é conhecido no estudo do livro de Samuel. Ele é o servo de Mefibosete. Ele viu a honra que Davi prestou ao filho de Jônatas, mas ele deveria se sentir recompensado, pois Davi não o dispensou, mas permitiu que continuasse sendo servo de Mefibosete. Porém, Ziba queria os bens de Mefibosete e, por isso, inventou essa mentira de que Mefibosete quisesse ser rei. O rei Davi aceitou aquela história e ofereceu a Ziba a herança de Mefibosete, pois se sentiu traído. Estava sendo traído, sim, mas não por Mefibosete, mas pelo próprio Ziba. Davi foi desprezado por Simei. A atitude de Simei foi inconsequente,

2 Samuel 15

Capítulo 15: O golpe de Estado no reino de Davi
1.Começa aqui um golpe de Estado. Absalão tem um desejo de ser o sucessor de Davi, mas não queria esperar o tempo certo e sim tomar o poder a força, ou neste caso, através de persuasão, ganhando o voto das pessoas de uma maneira politiqueira. Ele fingia interesse pelos assuntos dos cidadãos e dizia que não tinha juiz para julgar a causa e que se ele fosse juiz teria prazer em socorrer esses aflitos. Ele abraçava e beijava as pessoas. Ele conquistava o coração das pessoas (no hebraico diz que ele roubava o coração das pessoas).  Absalão, apesar da pressa em ser rei, sabia que tinha que ganhar apoio das pessoas através dos benefícios e isso levava tempo. Aqui vemos que já ia para quatro anos nessa

2 Samuel 14

Capítulo 14: Absalão retorna para morar perto de Davi
1.Davi era muito ligado a Absalão. Mesmo que ele tenha matado Amnom, Davi estava sentimentalmente ligado a Absalão e não tinha desejo de tomar satisfação do assassinato do filho. Davi também não queria que o filho ficasse numa terra idólatra, pois seria o sucessor no reino. Joabe buscou uma mulher esperta. Diferente do que alguns possam pensar não é uma feiticeira igual à mulher que Saul procurou em En-Dor. Esta provavelmente é uma carpideira, ou seja, mulher que era paga para chorar nos funerais. Isso facilita o entendimento, pois Joabe pediu que ela fizesse algo que estava ao alcance dela. Ela já tinha roupas e o hábito de servir como atriz de funerais. Eles contratavam as carpideiras para criar um clima de lamento no ambiente. Joabe arquitetou um plano para que ela se apresentasse a Davi fingindo que o marido dela morrera e que para completar a tragédia um filho dela

2 Samuel 13

Capítulo 13: Covardia, lascívia e vingança
1.Amnom queria ter relações com sua meia-irmã de modo casual, sem compromisso, porém, sendo ela virgem, seria impossível que isso acontecesse sem que a família percebesse. Jonadabe é o tipo de amizade que poderíamos descartar do nosso círculo social, pois eles são sagazes e nos colocam em situação de risco contra Deus e a boa moralidade. Um homem não deve usar de recursos de autocomiseração para conquistar uma moça, pois isso já demonstra alta de caráter e hombridade. Amnom, aconselhado por seu amigo Jonadabe, usou um truque sujo para seduzir Tamar. Ela não aceitou aquele ato, mas deixa claro que aceitaria um pedido de casamento. Usando de sua força

2 Samuel 12

Capítulo 12: Deus repreende Davi através do profeta Natã
1.Quase um ano Davi ficou sem arrependimento. Porém, Deus usa seus servos para ajudar outros que estão caídos. Natã ilustrou uma história que deixou Davi indignado, mas no sinal, como sabemos, Natã estava se referindo a Davi. O comentarista Alford disse algo como isto: é muito mais fácil nos indignarmos com os nossos pecados quando os vemos nos outros. Deus mostra a Davi que ele não precisava cometer aquele ato. Nada faltou ao rei. Deus deu o reino, ele obteve mulheres. Deus daria tudo em dobro, caso Davi precisasse de mais alguma coisa, porém, Davi sempre esteve bem abastecido. Assim acontece conosco em qualquer época. Não temos justificativa alguma para desobedecer a Deus,

2 Samuel 11

Capítulo 11: O pecado de Davi
1.Foram, sem dúvida, os momentos mais tristes da vida de Davi. Fugir de Saul foi assustador, mas nada comparado à tristeza e consequências que trouxeram a Davi esses pecados. O pecado de Davi com Bate-Seba não foi um ato isolado, mas uma descida que foi se acen­tuando até tornar-se íngreme demais para voltar sem machucar-se. Como em Sl 42.7, “um abismo chama outro abis­mo”. Aqui, portanto, houve uma que­da de Davi vista em seus vários aspectos. Davi tinha a responsabilidade, naquele ano, de sair para a guerra, mas não foi. É um pouco estranho, pois Davi não era preguiçoso e nem fugia de suas responsabilidades. Um rei tinha poder sobre mulheres solteiras do reino e podia

2 Samuel 10

Capítulo 10: Os homens de Davi são humilhados
1.Davi manteve uma boa amizade com os amonitas por um tempo, mas foi traído, como vimos no último capítulo. Agora, Davi quer ser um bom vizinho e levar as condolências pela morte do rei de Amom. Porém, como acontece muitas vezes, quando alguém tem uma boa intenção de um lado, do outro quase sempre há alguém desconfiando da boa intenção. Os príncipes de Amom desconfiaram que os homens de Davi eram espias e os humilharam rapando metade das barbas e rasgando as vestes dos soldados de Davi. Os homens estavam muito envergonhados, mas Davi os protegeu em suas vergonhas, deixando-os na cidade de Jericó até o tempo em que as barbas crescessem. Os filhos de Amom contrataram mercenários siros para o caso de Davi atacá-los, o que certamente

2 Samuel 9

Capítulo 9: Davi e Mefibosete, uma ilustração da graça de Jesus pelo pecador
Davi era um homem de coração grato e, por isso, queria agraciar os descendentes de Saul e Jônatas. O servo de Saul, Ziba, também era um homem bondoso e foi um facilitador para beneficiar Mefibosete. A menção de ser um aleijado é importante, pois facilmente uma pessoa nessa condição poderia ser esquecida. Havia uma razão para Mefibosete ter medo de Davi que era a vingança familiar. Ao mesmo tempo que havia motivo de vingança por causa de Saul, havia motivo de bondade por causa de Jônatas. Porém, Davi também amava Saul apesar de Saul querer matá-lo. Mefibosete “tirou a sorte grande”. Da noite para o dia ele ficaria muito rico e honrado. Mefibosete

2 Samuel 8

Capítulo 8: Vitórias completas de Davi
Davi foi uma máquina de destruir povos. Ele os vencia e se estabelecia cada vez mais como rei de toda a terra e não apenas de Israel. Os filisteus e moabitas, grandes inimigos, foram neutralizados. Os moabitas se tornaram tributários de Israel. Até mais longe, Davi tinha autoridade, como a nação de Zobá que queria se estabelecer na Mesopotâmia. Davi mandava jarretar os cavalos dos inimigos, isto é, cortava os tendões das pernas. Os siros também tentaram derrotar Davi, mas ele os venceu. Israel ficou muito rica, pois todos esses povos, além de tributários foram despojados de suas riquezas por Davi. A nação ganhava presentes dos simpatizantes de Israel. O nome de Davi ficou