2 Samuel 12

Capítulo 12: Deus repreende Davi através do profeta Natã
1.Quase um ano Davi ficou sem arrependimento. Porém, Deus usa seus servos para ajudar outros que estão caídos. Natã ilustrou uma história que deixou Davi indignado, mas no sinal, como sabemos, Natã estava se referindo a Davi. O comentarista Alford disse algo como isto: é muito mais fácil nos indignarmos com os nossos pecados quando os vemos nos outros. Deus mostra a Davi que ele não precisava cometer aquele ato. Nada faltou ao rei. Deus deu o reino, ele obteve mulheres. Deus daria tudo em dobro, caso Davi precisasse de mais alguma coisa, porém, Davi sempre esteve bem abastecido. Assim acontece conosco em qualquer época. Não temos justificativa alguma para desobedecer a Deus, mas nós o fazemos pela ganância, cobiça, desejo desenfreado e rebeldia. As consequências do pecado de Davi foram prejudiciais para ele e para toda a sua família e reino. Ele daria tudo para desfazer o passado, mas basta para nós, como foi suficiente para ele, a confissão. Os salmos 32 e 51 são um belo incentivo a nós mostrando que não é necessário nenhum tipo de penitência, apenas confissão. As consequências não são negociáveis. Elas vêm ou não conforme a vontade de Deus e do modo que Ele quiser. Abaixo um quadro das consequências pronunciadas por Natã a Davi (v.1-12).

O julgamento de Davi como consequência do seu pecado (2 Sm 12)
1.Lutas constantes em sua própria casa - 12.10 com 13.28-31,37-39, 18.14, 15.1-23,1 Rs 2.13-25
2.Suas próprias mulhe­res abusadas em sua presença - 12.11-12 com 16.21-22
3.Morte do filho, fruto daquele pecado - 12.14 com 12.15-18

2.O nosso orgulho está presente até mesmo em nossa tristeza sobre o pecado. É muito aceitarmos a ideia falsa de que Deus nos perdoou, mas nós precisamos também nos perdoar. Alguns crentes ficam nessa luta, achando que precisam de uma fórmula ou um tempo para se perdoarem. Somente Deus pode nos perdoar e o perdão Dele é imediato e incondicional. Davi confessou o seu pecado e Deus perdoou. Muito simples! Se Davi teria que lidar com as consequências daquele pecado, isso é outra questão. O perdão de Deus é imediato. Natã cumpriu a missão dele. Não podemos ficar paralisados diante da ordem de Deus. Se o rei não ouvisse Natã, ainda assim o ministério do profeta teria sido um sucesso, pois a parte dele era obedecer e falar a Davi as palavras de Deus (v.13-15).

3.Davi está perdoado, mas isso não significa que não sofrerá com as consequências de seu pecado. O seu sofrimento começa com a morte do filho. Os súditos pensaram que se Davi estava tão abalado com a criança doente, o que seria quando falassem que a criança morreu? Porém, Davi agiu de um modo surpreendente. Ele jejuou pela cura, mas depois que a criança morreu, ele se recompôs. Isso mostra que não importam as angústias que passemos na vida, outros já passaram e conseguiram se recompor e nós também conseguiremos. Embora o escritor desse material (Pércio) creia que os infantes, isto é, os bebezinhos que morrem serão salvos, não parece que o v.23 esteja ensinando isso. Davi apenas está dizendo que para onde o bebê foi ele também irá, ou seja, para a sepultura (v.16-23).

“Parece errado a criança ser punida pelo que Davi fez. Nós precisamos nos lembrar, entretanto, que mesmo hoje, crianças inocentes sofrem por causa do que os seus pais fazem. A questão mais importante a se lidar é se Deus deveria receber a culpa da causa do sofrimento. Uma vez, eu estava em um funeral de uma criança que tinha sido morta em um acidente por um homem bêbado pilotando uma moto. No funeral, o pregador tentou convencer aos ouvintes que Deus tinha um propósito na morte da criança como se fosse algo planejado por Deus. Eu fiquei revoltado pelo o que ele disse porque ele pegou um evento mal e fez Deus a causa deste. Na interpretação de Natã sobre a doença da criança, precisamos separar a causa física da interpretação e aplicação religiosa. Qualquer que tenha sido a doença da criança, Natã e Davi viram esta ligada ao pecado de Davi. Eles não levantaram nenhuma dúvida sobre isso, como nós fazemos.”[1]

4.Algum tempo se passou e Davi teve outro filho de Bate-Seba, o filho prometido, o qual construiria o templo, escreveria milhares de provérbios, teria paz no reino e seria o mais sábio e rico rei de todos os tempos. Claro, estamos falando de Salomão. O nome dele também era “o amado de Deus”, Jedidias. Aquela batalha frustrada onde morreu Urias continuou sob o comando de Joabe. A vitória estava ganha, mas Joabe quis dividir a glória com os soldados e com Davi. O despojo da cidade e do ídolo Moloque foi muito rico. Davi colocou todos para trabalharem nos despojos e os moradores das cidades inimigas para trabalharem nas construções que seriam de Israel (v.24-31).

Os sentimentos na casa de Davi após seu pecado (2 Sm 12)
1.Sentimento de indignação (v.1-9)
2.Sentimento de castigo (v.10-14)
3.Sentimento de perda (v.15-23)
4.Sentimento de restauração (v.24-25)
5.Sentimento de partilha (v.26-31)



[1] Notes on 2 Samuel -  Dr. Thomas L. Constable, pg. 58 – citando Kenneth L. Chafin, 1, 2 Samuel, p. 309 (Published by Sonic Light - 2014 Edition)

2 Samuel 11

Capítulo 11: O pecado de Davi
1.Foram, sem dúvida, os momentos mais tristes da vida de Davi. Fugir de Saul foi assustador, mas nada comparado à tristeza e consequências que trouxeram a Davi esses pecados. O pecado de Davi com Bate-Seba não foi um ato isolado, mas uma descida que foi se acen­tuando até tornar-se íngreme demais para voltar sem machucar-se. Como em Sl 42.7, “um abismo chama outro abis­mo”. Aqui, portanto, houve uma que­da de Davi vista em seus vários aspectos. Davi tinha a responsabilidade, naquele ano, de sair para a guerra, mas não foi. É um pouco estranho, pois Davi não era preguiçoso e nem fugia de suas responsabilidades. Um rei tinha poder sobre mulheres solteiras do reino e podia

2 Samuel 10

Capítulo 10: Os homens de Davi são humilhados
1.Davi manteve uma boa amizade com os amonitas por um tempo, mas foi traído, como vimos no último capítulo. Agora, Davi quer ser um bom vizinho e levar as condolências pela morte do rei de Amom. Porém, como acontece muitas vezes, quando alguém tem uma boa intenção de um lado, do outro quase sempre há alguém desconfiando da boa intenção. Os príncipes de Amom desconfiaram que os homens de Davi eram espias e os humilharam rapando metade das barbas e rasgando as vestes dos soldados de Davi. Os homens estavam muito envergonhados, mas Davi os protegeu em suas vergonhas, deixando-os na cidade de Jericó até o tempo em que as barbas crescessem. Os filhos de Amom contrataram mercenários siros para o caso de Davi atacá-los, o que certamente

2 Samuel 9

Capítulo 9: Davi e Mefibosete, uma ilustração da graça de Jesus pelo pecador
Davi era um homem de coração grato e, por isso, queria agraciar os descendentes de Saul e Jônatas. O servo de Saul, Ziba, também era um homem bondoso e foi um facilitador para beneficiar Mefibosete. A menção de ser um aleijado é importante, pois facilmente uma pessoa nessa condição poderia ser esquecida. Havia uma razão para Mefibosete ter medo de Davi que era a vingança familiar. Ao mesmo tempo que havia motivo de vingança por causa de Saul, havia motivo de bondade por causa de Jônatas. Porém, Davi também amava Saul apesar de Saul querer matá-lo. Mefibosete “tirou a sorte grande”. Da noite para o dia ele ficaria muito rico e honrado. Mefibosete

2 Samuel 8

Capítulo 8: Vitórias completas de Davi
Davi foi uma máquina de destruir povos. Ele os vencia e se estabelecia cada vez mais como rei de toda a terra e não apenas de Israel. Os filisteus e moabitas, grandes inimigos, foram neutralizados. Os moabitas se tornaram tributários de Israel. Até mais longe, Davi tinha autoridade, como a nação de Zobá que queria se estabelecer na Mesopotâmia. Davi mandava jarretar os cavalos dos inimigos, isto é, cortava os tendões das pernas. Os siros também tentaram derrotar Davi, mas ele os venceu. Israel ficou muito rica, pois todos esses povos, além de tributários foram despojados de suas riquezas por Davi. A nação ganhava presentes dos simpatizantes de Israel. O nome de Davi ficou

2 Samuel 7

Capítulo 7: O reino de Israel e o reino eterno do Messias
1.Davi lutou muito para manter o reino estabelecido. Foram muitas batalhas e sangue. Vendo o seu palácio e comparando com a arca da aliança em um lugar tão simples, Davi teve a ideia de construir algo magnífico para Deus. Natã o apoiou, mas Deus tinha outros planos. Primeiro, não há construção na terra que possa comportar Deus e nem impressioná-Lo, pois Ele é o criador de todas as coisas e de nada precisa. Desde o Egito, Deus, através da arca, tem viajado em barracas, referência ao Tabernáculo. Deus nunca mandou nenhum líder construir algo mais pomposo. Davi, o qual saiu do pasto, pois era pastor de ovelhas, agora quer magnificar Deus, construindo algo bonito e grande como o palácio em que ele mora. Às vezes, por nos sentirmos culpados por vivermos acima do que merecemos, queremos de alguma maneira dividir algo com pessoas e até mesmo com Deus! Esquecemos que Deus ama dar sem querer nada em troca. Precisamos ser humildes para receber

2 Samuel 6

Capítulo 6: O retorno da arca para Jerusalém
1.Se fôssemos medir um reinado, não deveríamos fazê-lo apenas pelas batalhas vencidas, mas no interesse que o rei tem de levar o povo a adorar ao Senhor. Davi pensava na presença de Deus e a arca da aliança era o símbolo nacional dado por Deus para buscarem ao Senhor em adoração. Davi, portanto, foi buscar a arca que estava em Judá depois que os filisteus a devolveram forçadamente devido ao povo destruidor dela. No entanto, o transporte da arca estava totalmente errado. Ela era equipada com argolas e varapaus e, portanto, deveria ser carrega pelos ombros e não em um veículo. Assim era a ordem de Deus. Não importa que os carreteiros fossem levitas, a arca deveria ser carregada pelos ombros e não por carro de bois. A festa era grande. Todos se alegravam por buscarem a arca. De repente, os bois tropeçaram e, quando a arca estava tombando, Uzá tentou

2 Samuel 5

Capítulo 5: Davi se torna o único rei de Israel
1.Davi foi, de fato, proclamado rei por toda a nação. O povo reconhecia que, mesmo quando o rei era Saul, era Davi quem vencia as batalhas e que o próprio Deus o estabeleceu como rei. O reinado de Davi foi de 40 anos, dos 30 até aos 70 anos de idade. Quando Davi ia entrar em Jerusalém, os jebuseus zombaram dele, considerando-o tão fraco que até os cegos e aleijados o enfrentariam sem dificuldade. Mas não foi bem assim, pois Davi conquistou a cidade e colocou o próprio nome na cidade. Davi se tornou famoso e, como acontece em casos assim, pessoas querem agradá-lo. O rei de Tiro forneceu madeiras e trabalhadores para Davi construir um palácio. O rei Davi via tudo aquilo

2 Samuel 4

Capítulo 4: A morte de Isbosete
A força do reino usurpador estava em Abner. Uma vez que ele foi assassinado, Isbosete perdeu a coragem, bem como todo o povo que o seguia. A explicação que precisaremos mais tarde se encontra aqui, ou seja, porque Mefibosete era manco. O cochilo aqui foi fatal, pois Isbosete foi morto e decapitado. As pessoas não aprenderam que não se podia ganhar Davi matando os seus inimigos, pois ele tinha um coração perdoador. Os irmãos vieram no pretexto de comprar trigo. Embora perdoador dos inimigos, Davi era indignado com a traição. Nesse caso, a indignação de Davi foi mais intensa, pois mataram o rei Isbosete enquanto ele estava dormindo. Portanto, assim como

2 Samuel 3

Capítulo 3: A morte de Abner pelas mãos de Joabe
1.Uma guerra sem sentido se perpetuando nunca pode se dizer que é vontade de Deus. Assim como não é da vontade do Senhor que os irmãos em Cristo fiquem divididos em seus pensamentos. As famílias se dividiram entre os que apoiavam Saul e os que estavam do lado de Davi. Os do lado dos apoiadores da família de Saul estavam cada vez mais fracos. Davi teve seis filhos em Hebrom. Abner, o comandante de Isbosete foi acusado de assédio com uma concubina de Saul. Ele se defendeu e ameaçou a ir para o lado de Davi, o que, de fato, teria acontecido não fosse uma tragédia. Davi ainda amava Mical e pediu para Abner trazê-la. A poligamia é muito inadequada para todas as épocas e

2 Samuel 2

Capítulo 2: Dois reis: Davi e Isbosete
1.Morre Saul e seus filhos. O povo de Judá e de todo o Israel está sem rei. Davi foi ousado em perguntar a Deus se ele seria o próximo governador. Ele foi ousado, mas não presunçoso, pois ele estava perguntando e não exigindo. O Senhor já havia escolhido Davi para ser o rei e agora, finalmente, o caminho estava aberto a ele, pois não havia perseguição e o povo estava necessitando de um líder. Hebrom se tornou a sede do governo de Davi, por enquanto. Houve apoio dos moradores de Judá. Davi reconheceu o valor dos sepultadores do Saul. O que não precisava era a divisão de liderança, mas o

2 Samuel 1

Capítulo 1: Um mensageiro mentiroso e o lamento de Davi
1.Enquanto Saul perdeu a batalha, Davi venceu. Um mensageiro trouxe a notícia da morte de Saul e os filhos para Davi. O relato do mensageiro para Davi foi quase verdadeiro, mas existiu um elemento mentiroso na narrativa. O mensageiro disse que matou Saul. Ele certamente esteve na cena e tirou o diálogo que, de fato, houve entre Saul e seu armeiro e tomou como se fosse com ele. Talvez ele pensasse que teria algum prêmio de Davi, como se Davi quisesse a morte de Saul. A decisão de Davi foi

2 Samuel - Introdução

Introdução[1]
A.Nome do livro, autor e data
Ver 1 Samuel

B.Período abrangente do livro
2 Samuel abrange um período de 40 anos de história, começando com as lutas e conquistas de Davi antes de ser rei até o pecado e a consequência deste por causa do recenseamento que o rei Davi promoveu entre o povo.

C.Conselho precipitado

A Cabana

A Cabana
Um irmão me incentivou a escrever algo sobre o livro, e agora o filme, A Cabana. Eu não assisti ao filme, portanto, não sei se seguiram fielmente o livro. Porém, o livro eu li em 2009. Assim como outros temas surgem e desaparecem, os comentários sobre o filme desaparecerão em breve, até surgir outro assunto

1 Samuel 31

Capítulo 31: O fim de Saul e de seus filhos
1.A luta do final deste final foi Israel contra os filisteus. Davi que já esteve no exército filisteu, agora está no time do coração, Israel. Os filhos de Saul foram mortos em batalha. Não foi uma luta fácil como era de se prever. Saul ficou ferido. O orgulho nacional e do rei falou bem alto na hora da morte de Saul. Ele não queria deixar um legado pior do que já estava deixando. Ele não queria que a biografia dele fosse marcada com sua morte pelas mãos dos filisteus. Ele pediu que o seu armeiro o matasse, mas este não teve coragem. Saul se matou. De fato, não foi um suicídio por problemas existenciais, dívidas ou por algum amor não correspondido. Foi um golpe de misericórdia por ele próprio que já iria morrer. O armeiro de Saul também se matou, mas este não estava ferido, e sim,

1 Samuel 30

Capítulo 30: Os despojos e famílias recuperados
1.Davi foi para Ziclague, a cidade que ele recebeu de Áquis quando estava entre os filisteus. A cidade foi destruída pela amalequitas. Não houve mortes, pois os homens de guerra de Davi estavam fora da cidade, mas as mulheres foram raptadas. A tristeza foi muito grande. Davi já vinha de perseguições e, recentemente, de uma rejeição dos filisteus e, agora, essa tragédia. Como queriam um culpado por perto, evidentemente, Davi foi odiado pelos seus homens. Deus encorajou Davi. O fiel Abiatar, o sobrevivente da família de Aimeleque, buscou ao Senhor e a ordem era para que Davi perseguisse os amalequitas. A equipe de Davi se dividiu por causa do cansaço demasiado de 200

1 Samuel 29

Capítulo 29: O fim do refúgio de Davi entre os filisteus
1.Chegou a hora da verdade, quando Davi deveria decidir estava do lado dos filisteus ou dos israelitas. Os comandantes filisteus achavam um absurdo ter que lutas com os hebreus em seu time. Afinal, são inimigos. O rei de Gate, o rei Áquis, tentou acalmar os ânimos e dizer que Davi era um deles e que tudo o que ele fez até agora foi bom para os filisteus. Áquis não teve sucesso, pois os filisteus estavam muito desconfiados de Davi. Se pensarmos bem, eles estavam certos, pois Davi amava o seu povo. Saulo quando se converteu sofreu o mesmo da parte dos cristãos que não queriam acreditar que ele tinha boas intenções. Barnabé foi o que deu o voto de confiança a Saulo. Mas, estamos falando de dois servos de Deus, um do lado errado, Davi e o outro do lado certo,

1 Samuel 28

Capítulo 28: Saul e a feiticeira de Em-Dor
1.O capítulo 28 relata a visita que Saul fez a feiticeira de En-Dor. Sem dúvida foi uma sessão espírita, a questão é se Samuel apareceu, de fato a Saul. Os comentaristas se dividem. Neste material, a abordagem é que não houve aparição de Samuel, mas de um demônio. Eis algumas razões:

1 Samuel 27

Capítulo 27: Davi é acolhido na terra dos filisteus
1.Deus nos dá sabedoria para perdoar, mas também nos dá prudência para nos prevenir de pessoas que repetidas vezes mostram que não são sinceras. As pessoas que erram não podem exigir confiança e aceitação imediata das pessoas prejudicadas. O perdão é imediato e o convívio e confiança vêm aos poucos. Todos aprendem, com isso, a perdoar, a ceder e a mostrar responsabilidade. No caso, Davi não podia confiar em Saul, pois era um homem muito instável. Infelizmente, sua própria terra não era o melhor lugar para morar. Ele moraria na terra dos inimigos, os filisteus. Davi preferiu também continuar com seus homens para onde fosse. Saul desistiu de perseguir Davi, pois o empreendimento seria muito grande. Já não seria a perseguição de um homem escondido nas cavernas, apenas, mas de um homem refugiado entre o maior exército da época, os filisteus. Deus foi tão bom para com Davi que até os inimigos lhe tornaram amigos (veja Pv

1 Samuel 26

Capítulo 26: Davi poupa a vida de Saul outra vez
1.Os zifeus denunciam a Saul onde está Davi. Saul que, anteriormente, havia se arrependido pelo mal que intentava contra Davi, agora tem uma recaída e decide, novamente, exterminá-lo. Davi sempre tinha seus informantes que o avisavam do perigo iminente. Davi conseguiu descobrir onde estava Saul e seus homens e foi até lá. Viu Saul dormindo e a lança à disposição para matá-lo e também matar ao seu comandante Abner. Novamente, Davi poupou a vida de Saul. Porém, levou o cantil de água e a lança de Saul para servir de prova de seu temor ao rei em não matá-lo. Curioso é que soldados têm sono leve devido aos perigos que enfrentam e, até mesmo, deixam sentinelas se

1 Samuel 25

Capítulo 25: Nabal, o tolo
1.O grande último juiz, primeiro profeta e sacerdote Samuel morreu. Lembramos dele desde antes do nascimento, conforme registrado no primeiro capítulo. Uma história linda a partir da mãe dele, da entrega, dos primeiros passos na vida de fé, no preparo, coragem, dificuldades, desprezo, fidelidade e muitas outras virtudes de um servo a ser imitado. A menção de Calebe é feita aqui a respeito de um de seus descendentes. Calebe foi bênção, mas o descendente em questão é um tolo, estúpido, louco. Este é o significado de Nabal que manteve no comportamento o significado infeliz do nome. É comum artistas mudarem de nome devido à numerologia, astros, áurea, enfim, por motivo de feitiçaria. O fato é que ninguém precisa se preocupar com o significado do nome e nem

1 Samuel 24

Capítulo 24: Davi poupa a vida de Saul por reconhecê-lo rei
1.Saul atendeu às necessidades do território da nação de Israel invadida pelos filisteus, mas nunca deixou de ter como assunto urgente matar Davi. Ele tinha recursos de bons soldados, mas o Deus dos exércitos estava do lado de Davi e não dele. Num momento de necessidade fisiológica, Saul ficou à mercê de Davi. Se Davi quisesse matá-lo o faria ali. Não faltaram incentivos para Davi matar Saul. O máximo que Davi fez foi tirar um pedaço do tecido da capa de Saul para mostrar-lhe que poderia tê-lo matado. Porém, Davi era tão sensível que até mesmo ter cortado um pedaço da capa de Saul incomodou a consciência dele. Davi entendia que o rei no momento era Saul e que ele deveria prestar-lhe submissão. Alguns pastores têm usado esse incidente para amedrontar o rebanho, reivindicando a unção do Senhor sobre suas vidas e, portanto, ninguém pode discordar

1 Samuel 23

Capítulo 23: Mais fugas de Davi
1.Deus não abandonou Davi. Ele seria mais útil em Judá do que no território dos moabitas. O livramento de Queila daria um novo impulso às atividades militares de Davi. Deus usou o profeta Gade numa hora que Davi estava desanimado. O Senhor não quer que fiquemos inúteis. É verdade que, às vezes, temos que sossegar das atividades, mas tudo no tempo do Senhor. A multidão ou o deserto são determinações de Deus para os seus servos e não nós que escolhemos. Os companheiros de Davi estavam com medo dessa empreitada para atacarem os filisteus. Davi, porém, tinha confiança em Deus ao consultá-lo mais uma vez e receber a confirmação. Até Abiatar que estava destituído de toda a família, tinha um ministério sacerdotal. Saul achava que Davi estava em

1 Samuel 22

Capítulo 22: Saul mata os sacerdotes e suas famílias
1.As fugas de Davi não acabam tão cedo. Mesmo na caverna, Davi não estava sozinho, pois havia uma família amorosa pensando nele e se juntaram a ele. Até mesmo os irmãos que antes tinham algum problema com Davi, seja ciúme, inveja ou outro conflito, agora, provavelmente, estão com ele. Família sempre é bem-vinda, mesmo com todos os problemas. Davi acabou sendo um comandante de fracassados. Não importa o quanto tentemos aproximar os ricos e bem-sucedidos para o meio dos crentes, é certo que os desesperados se juntarão primeiro. Ali encontram o que necessitam. Ficar do lado de Saul é estar com os opressores, pois Davi, mesmo com falhas, ama o

1 Samuel 21

Capítulo 21: O início das fugas de Davi
1.Onde Davi ia causava espanto, pois sendo ele um homem de confiança do rei, isso já era motivo para o anfitrião pensar que o assunto era sério. Davi começou sua jornada com várias mentiras, mas como o estudante da Bíblia experimentado sabe, Deus registra os fatos e precisamos comparar textos, situações e princípios bíblicos para interpretá-los. Davi fugitivo, sem amparo e com fome apela ao sacerdote para dar-lhe pão da mesa da proposição, uma mesa preparada para o serviço de Deus. O sacerdote daria o pão, o que não era de modo algum comum. Ele exigiu que os soldados

1 Samuel 20

Capítulo 20: Jônatas protege Davi
1.Davi estava cansado e atordoado por tamanho ódio de Saul contra ele. Jônatas achava que Davi estava exagerando um pouco, mas Davi entendia que Saul não contava tudo para Jônatas, pois este amava Davi e falaria a ele. Jônatas quer acreditar no amigo e faz de tudo para entender a situação. Davi faz um teste com a cooperação de Jônatas e fica concluído que, de fato, Saul quer a morte de Davi. A ausência de Davi à mesa do rei juntamente com a reação do rei seria a evidência do ódio de Saul ou seria apenas impressão de Davi. O sentimento de Davi podia estar um pouco comprometido, por isso, ele está pronto a ser morto pelo próprio Jônatas, caso tivesse culpa diante do rei. Jônatas mantém sua fidelidade a Davi e propõe outro teste a Davi. Jônatas fez Davi prometer que cuidaria da

1 Samuel 19

Capítulo 19: O ódio incontido de Saul contra Davi
O ódio de Saulse prolongava. Jônatas resolveu investigar os sentimentos do pai. Jônatas até tentou convencer o pai da loucura de odiar um valente como Davi, o qual só fez bem, derrotando o gigante Golias. Jônatas foi um testemunho contra Saul a respeito da tentativa de assassinato de um servo valoroso como Davi. Nós também, hoje, podemos incorrer no mesmo erro ao julgar alguém que só faz o bem. Quando isso acontece, certamente a causa é o ciúme. Saul concordou com o filho, porém não tinha determinação moral. A informação de Jônatas para Davi não era mentirosa, mas equivocada, por causa do pai que era tão inconstante. Como das outras vezes, Saul tentou matar Davi. A esposa de Davi tentou protegê-lo através de um engodo, mas conseguiu apenas atrasar a

1 Samuel 18

Capítulo 18: Amizade e ciúmes
1.Davi encontrou em Jônatas o que não encontrava nos irmãos e em Saul. Uma amizade sincera e sacrificial. Uma amizade baseada no amor de Deus e no desejo de servir um ao outro e a nação. Saul realmente viu o valor que era ter aquele jovem em seu palácio. Davi era muito útil como músico, valente guerreiro, conselheiro e amigo. Jônatas tinha uma amizade de devoção para com Davi e, por isso, em sinal de amizade ofereceu coisas valiosas para a época: túnica militar, a espada, o arco e o cinto. Davi era bem-sucedido por onde ia, por isso, Saul de modo sábio o promoveu a comandante. Isso não causou ciúme no exército e nos soldados. Todos viam que era justo. As mulheres também gostavam muito de Davi e, por isso, festejavam ao voltar de da batalha contra Golias. O problema é que o elogio delas a Davi machucou profundamente Saul, pois havia no canto uma comparação onde Davi levava a melhor fama. Saul que dava o devido valor a Davi, agora estava enciumado, o que

1 Samuel 17

Capítulo 17: A vitória de Davi sobre Golias
1.Os filisteus não desistiam de sua luta contra Israel. Saul era o rei ainda, pois não havia consumado a destituição do seu reino. Mesmo em pecado de rebeldia contra Deus, houve um intervalo longo até que Davi se tornasse rei. Portanto, a luta seria travada contra os filisteus sob o comando do rei Saul. A figura emblemática dos filisteus era Golias, um gigante de quase três metros de altura, assustador. A armadura de Golias pesava uns sessenta quilos. A ponta da lança de Golias pesava uns sete quilos. A função de Golias era provocar. Dificilmente alguém pensaria que era apenas uma bravata, mas acreditava-se pelo o que se podia ver que ele era um homem forte e poderoso. A oferta do desafio era tentadora, pois tudo seria decidido apenas com uma luta entre Golias e um escolhido de Israel. Saul e os soldados não viram uma oportunidade, mas estavam apavorados com a

1 Samuel 16

Capítulo 16: A escolha de um rei em lugar de Saul
1.Samuel tinha muito dó de Saul. Deus já tinha rejeitado Saul. Samuel temia por sua vida, pois Saul poderia matá-lo, caso descobrisse que Samuel estava à procura de um rei. Deus queria alguém da família de Jessé, mas não qualquer pessoa. Deus já havia escolhido Davi. Os anciãos da cidade ficaram com medo quando viram Samuel. Ele disse que estava ali apenas para sacrificar. O primeiro rei escolhido tinha ótima aparência. O próximo rei não impressionava, pois o homem vê o exterior mas Deus vê o interior. Deus sabia quem Ele escolheria, mas os homens, não. Jessé mostrara sete filhos, mas nenhum deles foi escolhido por Deus. Só faltava ver um dos filhos, mas sem esperança alguma de que ele seria o rei. Era um jovem pastor de ovelhas. Samuel não comeria sem antes ver esse jovem. Ele não era feio, simplesmente não tinha a mesma aparência de Saul que era alto e sobressaía a todo o povo. Ele era ruivo. Os ruivos, parece, sempre sofreram bullying na história. Eliabe poderia ser o próximo Saul, pois era alto e, assim, a nação manteria a presença de um rei com

1 Samuel 15

Capítulo 15: Desobediência e rejeição
1.Saul estava sempre em constante provas. É como se Deus estivesse dando a ele mais uma chance de mostrar que o seu coração estava inclinado para as coisas corretas e divinas. Chegou o momento de Deus se vingar dos amalequitas por não deixarem o povo de Israel passarem para entrarem em Canaã. O juízo de Deus pode demorar, como alguns pensam, mas o Senhor tem o seu tempo de julgamento. A ordem era simples: destruir tudo, os animais e pessoas de todas as idades. Saul não teve dificuldades de invadir a cidade de Amaleque. Os queneus foram poupados por terem mostrado bondade para com a nação. Saul obedeceu parcialmente a ordem de Deus. Ele poupou Agague, o rei dos amalequitas bem como os animais de qualidade. É incrível como não conseguimos destruir as obras da carne em nossa vida. Poupamos o que julgamos melhor, nossas capacidades,

1 Samuel 14

Capítulo 14: Vitória, voto e proteção para Jônatas contra o próprio pai
1.Jônatas era arrojado, ousado. A intenção dele era derrubar os filisteus. Ele não pediria para o seu pai, pois ele jamais deixaria Jônatas fazer uma loucura dessa. Os jovens podem ser muito corajosos, basta canalizar sua mente nos objetivos certos. Jônatas cria verdadeiramente no poder de Deus, mas também na vontade Dele. Algumas pessoas colocam na cabeça um alvo e chamam isso de vontade de Deus. Jônatas estava pronto para derrotar o inimigo, não importava se estivesse apenas ele e seu servo. Porém, se Deus mostrasse que ele não deveria atacar ele obedeceria a Deus. O servo de Jônatas também é um exemplo de submissão e obediência. O sinal de Deus para Jônatas seria o convite ou não dos filisteus para eles se aproximarem do acampamento. Jônatas entendeu que Deus estaria com ele e seu servo, por isso, Jônatas derrubava os soldados e o servo os matava. Mataram 20 soldados. Os demais filisteus ficaram com muito medo. Talvez pensassem que vários hebreus

1 Samuel 13

Capítulo 13: A impaciência e presunção de Saul
É difícil entender o texto original que diz que Saul tinha um ano quando começou a reinar. Houve uma alteração nas versões, por isso, encontramos a idade de 30 anos. Não muda o fato de que ele reinou, até o momento, dois anos. Saul liberou os homens para suas cidades, mas os convocou novamente para combater os filisteus, pois Jônatas, o filho de Saul, matou o comandante filisteu e eles souberam. Não há contradição no texto, pois Jônatas matou o comandante filisteu por ordem de Saul. Então, pode-se dizer também que Saul matou o comandante filisteu. A quantidade de soldados dos filisteus era assustadora para o exército de Israel, por isso, escondiam-se. O povo esperava Samuel, mas ele se demorou e o povo já não mantinha fidelidade ao rei Saul. O rei, para

1 Samuel 12

Capítulo 12: A exortação de Samuel para o povo de Israel
1.A missão de Samuel foi realizada sem vaidade, ciúme ou competição. Ele preparou e entregou o rei que o povo de Israel queria. O rei teve sucesso e autoridade logo no início. Teria tudo para continuar bem. A história de Samuel foi longa e virtuosa entre o povo de Israel. Ele foi um juiz, sacerdote e profeta exemplar. Não foi ganancioso. O apóstolo Paulo disse o mesmo diante dos tessalonicenses e coríntios. Todos reconheciam a integridade de Samuel. Ele estava justificado diante do Samuel. Como é bom cumprir uma tarefa, uma carreira e ser reconhecido pelas pessoas e muito mais pelo próprio Deus. Quando há uma narrativa a respeito da saída do Egito, podemos ter certeza que a seguir vem uma exortação ou promessa. O testemunho vitorioso do passado torna-se para o crente um incentivo ou uma acusação, caso não ande nos caminhos do Senhor. Samuel recorda com o povo a saída do Egito e os juízes, a idolatria, rebeldia e as libertações através dos

Baleia Azul - Blue Whale - Texto e Áudio

Baleia Azul-Blue Whale - Texto e Áudio
O que é, onde começou, por que esse nome, qual é o objetivo? Tem alguma coisa a ver comigo?

Saiba um pouco mais desse assunto que acabou chamando a atenção para um tema pouco discutido. Ouça o áudio e leia o texto. Esclareça para as crianças e adolescentes.


1 Samuel 11

Capítulo 11: A primeira grande vitória do rei Saul
O primeiro grande teste para o novo rei, o rei Saul, está prestes a acontecer. O rei dos amonitas em uma aliança com a cidade de Jabes atacariam Israel. As condições do acordo eram impossíveis, ou seja, os de Jabes deveriam sacrificar um de seus olhos. Para não se renderem na hora, os moradores de Jabes foram atrás de uma alternativa e chegaram até Saul. Saul, cheio de uma ira santa, mandou um recado a toda a nação de que ele e Samuel deveriam abraçar essa causa e lutar contra os amonitas. O povo de Jabes respondeu aos amonitas que se entregariam no dia seguinte, o que era mentira, apenas queriam ganhar tempo para que Saul e seu exército salvador os livrassem. Saul venceu os amonitas e ganhou crédito. Queriam matar todos os contrários ao reino de Saul, mas Saul

1 Samuel 10

Capítulo 10: O rei Saul é apresentado à nação de Israel
1.A unção do óleo sobre a cabeça de Saul simbolizava a consagração de Deus sobre o reinado de Saul. Ele não foi uma escolha precipitada e errada. Tudo foi dirigido por Deus através do profeta, sacerdote e juiz Samuel. As pessoas podem realmente receber todas as condições de realizar um excelente ministério e decepcionar. Por isso, Paulo diz para Timóteo que ele deve se lembrar da confissão que ele fez diante de muitas testemunhas e da imposição das mãos pelos presbíteros. Saul foi alvo das profecias de Deus, as jumentas seriam achadas e, de fato, o pai de Saul estaria preocupado com a ausência dele. Toda a preparação de Saul esteve envolvida com adoração e sacrifício a Deus. Primeiro ao encontrar Samuel e depois ao encontrar os três homens indo adorar em Betel. Ele também encontraria profetas adorando ao Senhor e o próprio Espírito Santo o

1 Samuel 9

Capítulo 9: O promissor Saul
1.Este episódio da nação de Israel é muito marcante, pois surge o primeiro rei humano. Até o momento, o povo era conduzido por Deus através do sistema Teocrático de governo, mas se instaurado agora o sistema Monárquico. A aparência de Saul era bonita. Vemos um padrão de beleza que a Bíblia não ignora. Saul era obediente ao pai, trabalhador e inteligente. Ele tem a tarefa de recuperar as jumentas perdidas do pai dele. Saul não era preguiçoso, mas insistente. Além disso, era um rapaz de bom senso, pois avaliou que não valia a preocupação do pai com Saul, caso demorasse demais procurando as jumentas. Porém, ouvia as pessoas, pois o empregado do pai que também era dele ofereceu alternativa e Saul considerou e acatou. Outra qualidade do jovem Saul era não ser

1 Samuel 8

Capítulo 8: A nação pede um rei
1.Todos envelhecem e isso também aconteceu com Samuel, o qual estamos mais acostumados como a criança que foi dedicada ao Senhor por sua mãe piedosa, Ana. Na Lei de Moisés, um levita podia se aposentar com 50 anos e depois disso era permitido que servisse como instrutor (consultor) dos mais jovens (Nm 8.24-26). Samuel dedicou os seus filhos para fazerem o que ele fazia como juiz. Os filhos Joel e Abias foram vergonha para Samuel, pois só pensavam em dinheiro. O mesmo que Eli passou, Samuel está passando, por isso, devemos orar uns pelos outros. Líderes que têm filhos rebeldes sempre abrem espaço para críticas. O povo de Israel, além de reprovar Samuel, por causa da velhice e dos filhos, pede um rei para governá-los. Evidentemente, Samuel

1 Samuel 7

Capítulo 7: A vitória de Samuel sobre os filisteus
1.A arca finalmente retorna ao território de Israel. Em Bete-Semes houve uma tragédia, pois os 70 homens desobedeceram e abriram a arca. Deus os exterminou. Os homens de Jearim buscaram a arca e colocaram na casa de Abinadabe. Eleazar, o filho de Abinadabe, ficou responsável em vigiar a arca. Talvez a arca tenha chegado até aquela família por serem levitas e de família sacerdotal. A arca ficou sete meses no território dos filisteus e vinte anos na casa de Abinadabe, em Jearim, território de Israel. As pessoas oravam e tinham a arca como proteção, porém, eram idólatras. Samuel disse que a verdadeira proteção vem da obediência a Deus. O homem confia em seus próprios recursos e usa a presença de Deus apenas com uma bênção adicional. Eles obedeceram ao conselho de